Entretenimento Japão

Confira 7 filmes japoneses vencedores do Oscar

Confira uma lista com filmes japoneses vencedores do Oscar em várias categorias, incluindo melhor filme estrangeiro, animação e curta.

Alguns filmes japoneses saíram vencedores do Oscar em diferentes categorias ao longo dos anos.

A Academy Awards, mais prestigiada e conhecida premiação do cinema mundial
A Academy Awards, mais prestigiada e conhecida premiação do cinema mundial

O Oscar é a mais conhecida e prestigiada premiação do cinema, através de seus vencedores e indicados é possível conhecer filmes, animações e curtas muito bons, incluindo os do cinema asiático. Confira.

1. Rashomon: Melhor Filme Internacional 1952

Rashomon (羅生門) é um clássico do Jidaigeki (“dramas de época”, 時代劇) que são, em geral, histórias baseadas na vida no Japão durante o Período Edo e Sengoku-jidai, ou seja, samurais, ninjas, batalhas, intrigas, traições.

A Último Fortaleza, um exemplo do trabalho de como o trabalho de Akira Kurosawa influenciou a saga Star Wars de George Luccas
A Última Fortaleza, um exemplo do trabalho de como o trabalho de Akira Kurosawa influenciou a saga Star Wars de George Luccas

Dirigido por Akira Kurosawa (que também foi roteirista ao lado de Shinobu Hashimoto), diretor esse que influenciou meio mundo, incluindo a saga criada por George Luccas, Star Wars de maneira muito marcante, foi lançado em 1950 e é ambientado no século XI.

O filme foi premiado em 1952 na 24ª edição do Oscar e se utiliza do espaço-tempo do Período Heian para discutir o Japão pós ataque nuclear e derrota na segunda guerra mundial. A obra foi tão impactante a palavra Rashomon se tornou provérbio e expressão acadêmica: Efeito Rashomon.

Poster do filme Rashomon de Akira Kurosawa
Poster do filme Rashomon de Akira Kurosawa

Rashomon é sinônimo da impossibilidade de saber a veracidade dos fatos por conflitos de julgamento das testemunhas participantes do evento. Peter Applegarth, juiz honorário da Suprema Corte Australiana descreveu Rashomon em um artigo em 2015:

“O efeito Rashomon descreve como as partes descrevem um evento de uma maneira diferente e contraditória, o que reflete sua interpretação subjetiva e defesa de interesses próprios, em vez de uma verdade objetiva. O efeito Rashomon é evidente quando o evento é resultado de um litígio. Não se deve ficar surpreso quando ambas as partes afirmam ter vencido o caso.”

Rashomon do genial Akira Kurosawa (e um dos mais importantes nomes do cinema mundial) também concorreu a edição da Academy Awards em 1953 com a melhor direção de arte, mas perdeu para The Bad And The Beautiful.

O longa também foi eleito em 1951 como melhor roteiro no Blue Ribbon Awards, premiação exclusivamente japonesa, melhor diretor no National Board of Review, recebeu o Leão de Ouro no Festival Internacional de Cinema de Veneza.

2. Jigokumon: Melhor Filme Internacional e melhor figurino 1955

Membro da família Jidaigeki, Jigokumon (“Portão do Inferno”, 地獄門) é uma adaptação de uma das centenas de peças teatrais escritas por Hiroshi Kikuchi, conhecido pelo pseudônimo Kan Kikuchi, autor de obras como Shinju Fugin (“Madame Pearl”, 真珠夫人) e Chichi Kaeru (“O Retorno do Pai”, 父帰る).

Poster do longo Jingokuman de Teinosuke Kinugasa
Poster do longo Jingokuman de Teinosuke Kinugasa

Dirigido por Teinosuke Kinugasa (1896 – 1982), Jigokumon foi lançado em 31 de outubro de 1953 como a primeira produção colorida da Daiei Studios e está na lista dos 1.000 melhores filmes da The New York Times.

Na 27ª cerimônia da Academy Awards, além receber a estatueta do Oscar como melhor filme estrangeiro, Sanzo Wada, figurinista da produção e autor do livro India Ink Drawnings By The Famous Zen Priest Sengai, foi prestigiado com a estatueta de melhor figurino.

Jigokumon também foi agraciado com a Palma de Ouro no Festival de Cannes, melhor filme estrangeiro pela New York Film Critics Cricle Award e o Leopardo de Ouro no Festival Internacional de Cinema de Locarno.

3. Samurai I: Musashi Miyamoto: Melhor Filme Internacional 1955

O primeiro filme da trilogia Samurai, baseado no romance ‘Musashi’ escrito por Eiji Yoshikawa entres os anos de 1935 a 1939 e divulgados diariamente no jornal Asahi Shinbum, recebeu a estatueta de melhor filme estrangeiro na 28ª edição da premiação.

Poster da primeira parte da trilogia de Musashi dirigido por Kazuo Takimura
Pôster da primeira parte da trilogia de Musashi dirigido por Kazuo Takimura

Dirigido por Kazuo Takimura, o longa foi lançado em 1954. A segunda parte, Samurai II: Ichijōji no Kettō, estreou no ano seguinte, em 1955, e o último filme, Samurai III: Kettō Ganryūjima em 1956.

O romance Musashi de Eiji Yoshikawa é, sem sombra de dúvidas, o maior sucesso literário do Japão e o livro mais vendido da história do país. Foram mais de 120 milhões de unidades comercializadas pelo mundo.

4. Sen to Chihiro no Kamikakushi: Melhor Filme de Animação 2003

Lançado em 2011, Sen to Chihiro no Kamikakushi (“A Viagem de Chihiro”, 千と千尋の神隠し) é um marco no cinema japonês. Dentro do Japão, o filme teve uma bilheteria superior ao Titanic e se tornou a maior de todos os tempos.

Poster do filme A Viagem de Chihiro de Hayao Miyazaki
Pôster do filme A Viagem de Chihiro de Hayao Miyazaki

Não obstante, A Viagem de Chihiro foi considerada como uma das melhores animações do século XXI. Em 2016 foi eleita por 177 especialistas como o quarto melhor filme do século XXI e no ano seguinte subiu para a segunda posição.

A obra dirigida pelo Hayao Miyazaki do Studio Ghibli foi a primeira animação de língua não inglesa a receber a estatueta de Melhor Animação, na 75ª edição da Academy Awards.

Também foi vencedora (A Viagem de Chihiro) do Urso de Ouro ex aequo no Festival Internacional do Cinema de Berlim.

A Viagem de Chihiro é um clássico. É uma obra altamente complexa e sofisticada que permite ao visitante diferentes perspectivas sobre o Japão.

5. Tsumiki No Ie: Melhor Curta de Animação 2009

Criado por Kunio Katō em 2008, Tsuniki No Ie (“A Casinha de Cubinhos”, つみきのいえ) foi premiado com a estatueta do Oscar como Melhor Curta Metragem de Animação na 81ª edição da Academy Awards em 2009.

Poster do curta Tsumiki No Ie de Kunio Katō
Pster do curta Tsumiki No Ie de Kunio Katō

A animação dura cerca de 12 minutos e você pode assistir clicando abaixo:

Leia também

6. Okuribito: Melhor Filme Internacional 2009

Na esteira do Tsuniki No Ie, Okuribito (“A Partida”, おくりびと), dirigido por Yojiro Takida, recebeu uma estatueta como melhor filme internacional também na 81ª edição da Academy Awards.

A obra foi inspirada na biografia The Journal of a Buddhist Mortician (O Diário de um Agente Funerário Budista) . O livro conta a luta de Shinmon Aoki para se entregar a fé budista em meio a experiências de lidar com mortos.

Poster do longa A Partida dirigido por Yojiro Takida
Poster do longa A Partida dirigido por Yojiro Takida

Sem dinheiro ou perspectivas, Aoki foi obrigado a trabalhar como nokanfu, pessoa que prepara os corpos de pessoas mortas para o funeral, e essa posição é uma das mais desprezadas dentro da sociedade japonesa.

A lista de premiações do Okuribito é extensa. Entre suas conquistas estão a premiação Montreal World Film Festival em 2008, Blue Ribbon Awards e Melhor Narrativa no Palm Springs International Film Festival.

7. Doraibu Mai Ka: melhor Filme Internacional 2022

Doraibu Mai Ka (Drive My Car) ganhou como Melhor Filme Internacional na 94ª edição, além de ter sido indicado ao prêmio principal.

Equipe realizadora da espetacular obra do cinema japonês Drive My Car
Diretor e atores do filme Drive My Car no carpete vermelho do Oscar 2022

Para saber mais sobre essa obra do cinema japonês, confira o artigo Drive My Car: resenha e crítica do filme japonês que fez história nas premiações.

Poster do filme Drive My Car dirigido por Ryusuke Hamaguch
Pôster do filme Drive My Car dirigido por Ryusuke Hamaguchi

O filme é um drama em que mostra a vida do viúvo Kafuku, um homem de meia idade que enfrenta seu passado, enquanto dirige uma peça de teatro Tio Vania.

0 comentário em “Confira 7 filmes japoneses vencedores do Oscar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: