Gojira Godzilla
Cultura Destaques Entretenimento

Gojira/Godzilla: aprenda mais sobre o kaiju mais famoso do mundo e rei dos monstros

O Gojira/Godzilla ganhou mitologia própria, uma série de filmes de sucesso, faz parte da cultura e uma estrela internacional

O Gojira/Godzilla é uma criatura que surgiu de produções cinematográficas no Japão que foram transportados para o mundo. Sua popularidade é tanta que ganhou filmes próprios com grandes orçamentos em Hollywood, que de tempos em tempos entram em cartaz com lucros enormes.

No Japão é estrela de inúmeras produções com criação de um universo fantástico estrelados pelos kaijus, monstros gigantes.

Neste artigo, você saberá mais sobre o rei dos monstros que ganhou mitologia própria (kaijus), virou parte da cultura japonesa, fenômeno pop e estrela nacional e internacional. Continue lendo e saberá:

  • Como o Godzilla surgiu no Japão – Primeiro filme
  • Contexto histórico e social do país, entendendo o significado por trás da criatura
  • O que é kaiju?
  • Filmes japoneses do Gojira
  • Filmes americanos do Godzilla
  • Principais perguntas feitas no Google respondidas
  • Curiosidades

Primeiro filme do Gojira/Godzilla – Como surgiu

O primeiro filme do Godzilla no Japão foi lançado como Gojira em 1954 do gênero horror, sci-fi, com classificação indicativa de 12 anos com 1 hora e 36 minutos de duração.

Filme Tokusatsu

Set de filmagem Gojira 1954. Créditos: Toho

É um filme tokusatsu, termo para referir a produções japonesas live-action que usam efeitos especiais com técnicas usando escala em miniatura, uso de bonecos, stop-motion, atores usando fantasias, entre outros.

Sinopse: o enredo mostra um Japão que sofreu com testes nucleares dos Estados Unidos.

Por consequência da radiação, um monstro poderoso com sede de destruição sai do mar em direção ao país ameaçando as cidades e população.

Enquanto isso, um paleontólogo (Dr. Yamane) deseja estudar o Gojira, mas o governo tem outros planos.

Dr.Yamane e sua filha Emiko em cena do filme Gojira 1954
Dr. Yamane e sua filha Emiko em cena do filme Gojira 1954. Créditos: Toho Co. Ltd.

Além disso, sua filha Emiko acaba descobrindo que o cientista Dr. Serizawa descobriu acidentalmente uma bomba de oxigênio capaz de destruição em massa. Ela, seu pretendente a noivo Hideo e o cientista deverão decidir se esta arma será revelada ao mundo.

Personagens Dr. Serisawa e Emiko no filme Gojira 1954
Personagens Dr. Serizawa e Emiko no filme Gojira 1954. Créditos: Toho

Direção: Ishiro Honda.

História: Shigeru Kayama, Takeo Murata e Ishiro Honda.

Atores: Shimura Takashi (Dr. Yamane), Hirata Akihiko (Dr. Serizawa), Kawauchi Momoko (Yamane Emiko), Takarada Akira (oficial da marinha de resgaste Ogata Hideo), Sakai Sachio (Repórter Hagiwara), Hayashi Miki (Político), Sugai Kin (Senhora Ozawa, membro da Dieta).

Estúdio: Toho.

Efeitos especiais: Eiji Tsubaraya.

Lançamento: 3 de novembro de 1954 no Japão.

Filme de horror x Terror e horror real das armas de destruição em massa

O medo que o Godzilla/Gojira causava nos espectadores ia muito além do fato de ser um monstro com força descomunal e aparência assustadora.

No Japão, a questão mexia com feridas mais profundas que causavam um horror igual com toques de terror.

Era o medo da consequência que as armas nucleares e de destruição em massa podiam causar nas pessoas e em um país.

Gojira surge pela radiação

No filme, o Gojira/Godzilla só surge por causa da radiação nuclear, ou seja, uma consequência que volta para causar destruição de algo que já causou destruição.

Filme levantava questionamentos importantes

Akira, Emiko e Dr. Serisawa com bomba de oxigênio em cena do filme da Toho Gojira 1954 no Japão
Hideo, Emiko e Dr. Serisawa com bomba de oxigênio em cena do filme da Toho Gojira 1954 no Japão. Créditos: Toho

Portanto, ao longo da película outras questões mais profundas são levantadas, como a consciência do uso desse tipo de poder com debates éticos e humanitários. A consequência que vem de forma arrebatadora e não pode ser evitada.

O fato de ter um monstro radiativo que poderá destruir a cidade de Tokyo tornaria viável o uso de uma nova arma de destruição em massa? Isso seria justificável?

Cena do filme Gojira 1954

Consequências de ações

Atos humanos depredatórios e inconsequentes contribuíram para o surgimento do Gojira/Godzilla, seu papel de antagonista mostrava as consequências de ações.

Além disso, o filme fazia as pessoas pensarem que as decisões feitas pelos governadores afetavam diretamente a população.

Trauma recente

Essa discussão polêmica mostrava o horror real e as consequências que o Japão vivia e tinha que lidar em 1954.

Foto mostra destruição causada pelo bombardeio atômico em Nagasaki no Japão
Cidade de Nagasaki após bombardeio nuclear em 1945

Tinham se passado nove anos desde os ataques de bombas nucleares em Hiroshima e Nagasaki pelos Estados Unidos em 1945 e que levou a rendição do país na Segunda Guerra Mundial.

Essa era/é uma ferida aberta que não cicatrizava pelas consequências catastróficas na população e no Japão como nação.

Além da destruição física causada pelas bombas, a radiação afetou gerações de sobreviventes com sofrimento, estigma e problemas de saúde, mudando toda a estrutura do país a nível político, econômico e social.

Significado do Gojira/Godzilla no Japão

Ele é uma metáfora usada para mostrar os horrores que as armas nucleares fazem. Além do embate ético, a destruição que o Gojira deixa para trás após seus ataques é parecido com as consequências de uma bomba.

Frame de cena do filme Gojira 1954
Cena fo filme Gojira 1954 após ataque do monstro a cidade de Tokyo. Créditos: Toho

O diretor Ishiro Honda retratou visualmente exatamente isso no filme de 1954, com cidades destruídas reduzidas a cinzas, pessoas sofrendo com radiação e crianças sem pais.

Incidente Daigo Fukuryu Maru

Em uma das primeiras cenas do filme de 1954, um barco acaba atingido por uma explosão e naufraga.

É uma referência direta com o incidente Daigo Fukuryu Maru em Bikini Atoll. Um barco japonês foi acidentalmente contaminado com radiação de um teste nuclear (Castle Bravo) conduzido pelos Estados Unidos em março nas ilhas Marshall de uma bomba de hidrogênio.

Daigo Fukuryu Marui
Daigo Fukuryu Marui

Apesar dos pescadores estarem na área considerada segura, a explosão foi duas vezes mais potente do que a prevista e o barco foi atingido pelo clarão da explosão e radiação. Os tripulantes foram expostos a radiação e muitos ficaram doentes.

Franquia de filmes japoneses Gojira

Filmes do Gojira no Japão de forma cronol
Gojira em alguns filmes japoneses de 1954 a 2004 (50 anos)

No filme de 1954 e em suas inúmeras sequências fomos aprendendo mais sobre o kaiju Gojira.

Kaiju Anquirus
Kaiju Anguirus

Na produção Gojira no Gyakushu de 1955 vemos o monstro enfrentando outro monstro pré-histórico Anguirus. No entanto, foi um fracasso de crítica e bilheteria, por isso um hiato seguiu no Japão.

Em 1962, o estúdio Toho lançou King Kong vs. Gojira (Kingu Kongu Tai Gojira) e foi bem recebido, já que o King Kong era um personagem querido e popular na época. Uma estrela internacional.

Gojira VS King Kong em filme japonês de 1967
Cena do filme Gojira VS King Kong de 1962. Créditos: Toho

Basicamente, durante a era Showa (1954-1975) até meados de 1989 foram lançadas 21 continuações diretas do filme e incontáveis derivados na televisão baseados em outros kaijus criando uma mitologia própria e diversos outros monstros.

Inclusive, de 1984 a 1995 (era Heisei), uma nova série de filmes começou desconsiderando todas as continuações do filme de 1954. Foram sete.

Além disso, de 1999 a 2004 começou uma série chamada Millenium sem continuidade com os filmes lançados de 1954 a 1995. Cada filme é único, sem cronologia e com inúmeros kaijus sendo apresentados. Foram seis filmes da série Millenium no Japão.

Gojira ressurge no Japão na era Reiwa

Shin Gojira 2016
Cena de Shin Gojira 2016. Créditos: Toho

Em 2016, o estúdio Toho lançou o filme Shin Gojira com referências ao desastre nuclear de Fukushima em 2011 em um reboot com um novo debate ético com uso de armas de destruição em massa.

Foi o início de uma nova série de filmes no Japão da série Gojira/Godzilla até o momento com 4 produções. Com isso, são 32 filmes japoneses até a publicação deste artigo.

Filmes do Godzilla nos Estados Unidos

Nos Estados Unidos, o Godzilla conquistou uma audiência mais ampla com repercussão para o mundo.

Pôster do filme americano Godzilla 1956

Em 1956 foi lançado o filme chamado Godzilla: O Rei dos Monstros nos EUA. Nele, o jornalista americano Steve Martin (Raymond Burr) cobre os ataques do Godzilla no Japão sob perspectiva ocidental.

Cena do filme Godzilla Rei dos Monstros 1956
Cena do filme Godzilla Rei dos Monstros 1956. Ator Raymond Burr faz papel de jornalista americano no filme

Esse é um detalhe polêmico, mas as cenas do filme japonês de 1954 foram usados com cortes do enredo original usando as cenas do Gojira, os atores japoneses foram dublados, além de ter ocorrido inserção de cenas novas com atores americanos para este lançamento.

Filme Godzilla de 1998

Godzilla do filme americano de 1998
Cena do filme Godzilla 1998 mostra monstro em Nova York. Créditos: Sony

A Sony adquiriu os direitos de reprodução da franquia em 1992 para fazer filmes próprios. Em 98 foi lançado o filme Godzilla, mas não teve sequências por problemas orçamentários. Eram para ter sido 3 filmes. Apesar disso, foi bem recebido pelo público mostrando seu potencial.

Esse filme foi realizado sem participação do estúdio japonês Toho e dirigido por Roland Emmerich com modificações na aparência do Godzilla e enredo, além de virar um filme de puro entretenimento sem debates mais profundos.

No filme de 1998 americano, o roteiro tinha semelhanças com o filme de 1954 Gojira, mas seguiu uma linha diferente.

Nele, os causadores dos testes nucleares que fizeram o Godzilla surgir eram os franceses e os americanos apareciam como salvadores.

Cena do filme Godzilla de 1998. Matthew Broderick e Maria Pitillo
Cena do filme Godzilla de 1998. Atores Matthew Broderick e Maria Pitillo. Créditos: Sony

Além disso, a mensagem anti-nuclear do filme original japonês foi retirada. O filme explicou que o Godzilla surgiu de testes nucleares na Polinésia em 1968 e ele surgiu de uma mutação de um iguana. O monstro ataca Nova York e coloca a população em risco.

Em 2003, os direitos voltaram para o estúdio Toho acabando de vez com os projetos cinematográficos da Sony.

Godzilla ressurge nos Estados Unidos

Cena do filme Godzilla VS Kong de 2021. Créditos: Legendary Pictures

Já em 2014, uma nova série teve início nos Estados Unidos. Estas novas produções lançadas pela Legendary Pictures foram marcadas por colocar o monstro em combate com outros monstros nomeado de Versus Series estrelando um Godzilla diferente do original e uma humanidade tecnológica.

Ele acaba tendo um papel de salvador da Terra ao enfrentar os MUTOs, seres alienígenas com sede de destruição. Bombas nucleares são usadas sem qualquer consequência para a humanidade.

Filmes dos Estados Unidos e filmes do Japão

É muito comum misturar os filmes dos Estados Unidos e do Japão em uma linha do tempo única.

No entanto, as duas produções são bem diferentes. Enquanto os filmes japoneses tendem a passar mensagens de problemas do Japão e explorar a mitologia dos kaijus, os dos Estados Unidos são puro entretenimento com uma linha diferente.

A preferência fica a critério de cada um sem desmerecer nem um ou outro. Afinal, muita gente se encantou pelo Godzilla através das produções americanas, mas pode gostar dos filmes japoneses depois. Assim como pode acontecer o contrário.

Mas, é preciso deixar claro que o modo que os japoneses fazem filmes é bem diferente dos americanos. A mitologia dos kaijus e os filmes foram pensados para dar certo com o público no Japão.

Portanto, quem está acostumado com esse último estilo ditado por Hollywood pode achar os filmes japoneses meio parados e não gostar tanto assim.

No entanto, existe um debate por parte da crítica especializada em que denuncia a modificação das mensagens anti-nucleares que são importantes na franquia japonesa. Isso sem entrar em quesitos cinematográficos.

História do Godzilla/Gojira

Para não estragar surpresas para quem se interessa em ver todos os filmes e derivados japoneses e americanos, vamos listar apenas um pouco sobre a história do Gojira revelada ao longo dos anos, mas sem grandes spoilers.

Até porque muitos filmes não seguem uma ordem cronológica, tem o enredo criado pelo estúdio Toho durante a era Showa, a linha da era Heisei e da atual Reiwa. Tem séries de televisão, entre outros e cada um tem seus detalhes quanto a história.

Além disso, seguiremos mais as informações lançadas pelo original japonês, já que os americanos seguiram uma linha totalmente diferente incluindo origem do monstro.

Basicamente o Gojira surge do mar como um ser pré-histórico pós período Jurássico da era Cretáceo de 145 milhões há 65 milhões de anos.

De alguma forma sobreviveu em uma fenda no fundo do mar se alimentando de seres orgânicos. Ele vivia com outros Godzillas no oceano, mas sua casa é destruída com testes de bomba de hidrogênio feito pelos Estados Unidos.

Ele tem a pele queimada por causa da explosão, mas absorve a radiação da bomba nuclear. O Gojira não é o único kaiju e muitos outros apareceram nos filmes japoneses.

Cada kaiju age de uma forma e eles até fazem alianças. Ele detesta a humanidade, mas protege a Terra de vez em quando.

O primeiro kaiju a ser apresentado para o público depois do Gojira é o Angirasu (Anguirus).

Perguntas mais comuns feitas sobre Gojira/Godzilla

Para ajudar a contar a história do Gojira, abaixo temos alguns acontecimentos principais que respondem a dúvidas básicas comuns feitas no Google e analisadas através de ferramentas.

Que bicho é o Godzilla?

Ele já foi um ser pré-histórico que sobreviveu a era Cretáceo quando surgiram dois tipos de répteis, os que andavam na Terra firme e os aquáticos.

De alguma forma virou um kaiju (monstro gigante), além de ter absorvido uma grande quantidade de radiação sem morrer, segundo explicações do filme Gojira de 1954.

Ele é um ser subaquático, pois vive nas profundezas do mar. O corpo é radioativo e ele ainda solta um raio nuclear pela boca, além de ser muito forte. Portanto, não existe um bicho real que o Godzilla possa ser comparado.

Qual o tamanho do Godzilla?

Tamanho do Gojira/Godzilla

No primeiro filme de 1954 Gojira e Godzilla de 1956, o rei dos monstros tem 50 metros de altura. No entanto, ao longo dos anos ele foi ficando maior como foi mostrado nos filmes. No longa de 2016, ele tem 118. 5 metros de altura.

De onde vem o nome Godzilla?

O nome Gojira surgiu da mistura das palavras japonesas baleia (kujira) e (gorira) gorila por conta dos principais aspectos do monstro.

Ser um monstro gigante que anda sob duas patas como um gorila ao mesmo tempo aquático, pois vive nas profundezas do mar como uma baleia. Para o cinema americano virou Godzilla.

O que é kaiju?

O Gojira começou uma série de produções no cinema, televisão, anime e mangá sobre kaijus no Japão, que é o termo que surgiu a partir do filme de 1954 ao retratar monstros gigantes.

Disso, derivou uma série de espécies de kaijus/monstros gigantes que foram aparecendo em outras produções tokusatsu, por exemplo Ultraman.

A explicação sobre sua origem, como vivem, de onde são, difere bastante entre as produções lançadas, mas derivam de seres pré-históricos, como de insetos, outros animais e até robôs.

Qual a idade do Godzilla?

O Gojira é um ser pré-histórico que de alguma forma sobreviveu a radiação e ao tempo. Nos filmes, existe um embate para que ele seja estudado, mas ninguém sabe sua idade ao certo.

Qual é o Godzilla mais forte

Oficialmente, o Godzilla é o rei dos monstros kaiju. Portanto, o mais forte e poderoso dentro da categoria do cinema que surgiu, quanto no universo mitológico criado no Japão.

Onde o Godzilla mora

No primeiro filme japonês, o monstro sai das profundezas do mar perto da ilha fictícia chamada Odo no oceano Pacífico.

O Godzilla é bom ou mau?

Gojira

O Godzilla é sempre retratado como um antagonista (adversário) nos filmes japoneses. No americano ele é um antagonista meio anti-heroi.

Ele parece não ter motivações, mas é um bicho reativo produto de bombas nucleares, portanto da destruição. Como um animal seu instinto é de sobrevivência e tem agressividade.

Sem entrar em debates filosóficos ou psicológicos sobre maldade ou bondade, ele não é considerado bom ou mau.

No entanto, em alguns filmes japoneses ele protege a Terra de outros kaijus, assim como ele faz nos filmes americanos contra os MUTOs. Mas, esse comportamento não parece motivado aos humanos, mas ao planeta que é seu lar.

Por que Godzilla ataca o Kong?

No terceiro filme lançado pelo estúdio Toho em 1962, o Kong apareceu como um rival do Gojira. Ele é retirado da ilha das caveiras onde vive em um ato desesperado para que ele possa derrotar o rei dos kaijus Gojira que causava destruição.

O Godzilla é um ser destrutivo sem relação com a humanidade que ataca com agressividade que vive duelando com outros kaijus. Portanto, é natural que o Gojira enfrente o Kong.

Curiosidades do Godzilla/Gojira

Abaixo confira uma seleção de curiosidades interessantes sobre o rei dos monstros Gojira/Godzilla.

É embaixador do turismo de Tokyo

Gojira vira embaixador do turismo

O Gojira é um personagem amado no Japão e muito importante. Ele foi nomeado embaixador do turismo de Tokyo em 2015 pela sua relevância.

Filme de 1956 americano confundiu as pessoas

O filme Gojira de 1954 foi lançado em 1956 nos Estados Unidos com cortes no enredo e mais alterações. O Gojira do filme japonês original é consequência de testes nucleares dos americanos.

Na versão americana, esse dado é ocultado e a mensagem anti-nuclear foi retirada do filme, além da narrativa ter sido contada sob ponto de vista dos Estados Unidos, com adição de atores ocidentais misturada a cenas originais do filme Gojira.

Por causa do filme de 1956 da versão estadunidense, muitos americanos acreditavam que o Godzilla era original de Hollywood e não do Japão. Além disso, a cópia do filme japonês na íntegra era muito difícil de ser achada naquela época para assistir.

Gojira denunciou problema social virando pai

Gojira ao lado de seu filho
Créditos: Toho

O Gojira japonês é pai. Seu filho Gojira Jr é sequestrado por outro kaiju no enredo de um filme de 1967. Esse é um dos filmes menos aceitos pelo público, mas passava uma mensagem importante na época de seu lançamento sobre um problema social no Japão.

Kaijus com personalidade para fazer pensar

Os kaijus tem personalidade, divergem entre si e fazem alianças. Além disso, alguns representavam metáforas com críticas de cunho ambiental e político.

Franquia mais duradoura

A franquia japonesa é uma das mais antigas, já que está na ativa desde 1954 com o relançamento através de um reboot em 2014 com o filme Shin Gojira.

Godzilla VS Kong deu muito lucro mesmo na pandemia

O filme Godzilla VS Kong lançado em 2021 pelos Estados Unidos é um grande sucesso. Teve um orçamento de $ 160 milhões e arrecadou $ 432.3 milhões mesmo na pandemia de coronavírus.

Gojira é lucrativo no Japão

O primeiro filme do Gojira de 1954 custou $ 279.000 e arrecadou $ 4.812,711.

O filme japonês Kingu Kongu Tai Gojira custou $ 12.000 e arrecadou $ 350.000,000 em 1962.

O reboot japonês Shin Gojira de 2016 arrecadou $ 78 milhões mundialmente e custou $ 15 milhões. Isso sem contar todos os lançamentos no país.

Gojira tem atração gigante no Japão

Atração do parque Nijigen no Mori
Atração do parque Nijigen no Mori. Créditos: Toho

O Gojira tem uma atração de 120 metros de altura no parque Nijigen no Mori na ilha Awaji em Hyogo. Ela seria inaugurada nas Olimpíadas Tokyo 2020 e é considerada a maior do mundo em escala.

Gojira inspirado nos trejeitos de elefante e gorilla

O ator que interpretou o Gojira no filme de 1954 e nas continuações até 1972, Haruo Nakajima (1929-2017), contou em reportagem ao Los Angeles Times 50 anos após o lançamento do primeiro filme no Japão que ele foi ao zoológico de Tokyo para se inspirar e fazer os movimentos do monstro. Ele acabou copiando trejeitos de um elefante e de um gorilla.

Fantasia pesava e era dura

Haruo Nakajima com fantasia do Gojira em set de filmagem japonês em 1954
Ator Haruo Nakajima em set de filmagem do filme Gojira em 1954

Na época em que o filme Gojira de 1954 estava sendo filmado no pós guerra, materiais maleáveis como couro estavam em falta no Japão. Por isso, a roupa do monstro foi feita de materiais pesados e rígidos. Segundo Haruo Nakajima (1929-2017), a fantasia toda pesava mais de 90 kg.

Gostou do artigo? Compartilha para continuarmos fazendo conteúdos completos e de graça.

0 comentário em “Gojira/Godzilla: aprenda mais sobre o kaiju mais famoso do mundo e rei dos monstros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s