Confira nosso guia completo do boneco daruma
Cultura Destaques Japão Produtos

Daruma: confira nosso guia completo

Aprenda como usar o boneco daruma e tenha uma leitura realista sobre conquista de desejos e do budismo zen

Daruma é um boneco feito de papel machê washi (papel tradicional japonês) e representa uma parte da cultura japonesa que reflete os ensinamentos do budismo Zen.

Mostra como as pessoas encaram seus desafios em meio a um misticismo e superstição. É um presente/souvenir muito apreciado dentro e fora do país, pois oferece bençãos e sorte a quem o tem.

Continue lendo e entenda mais:

  • Como usar o boneco daruma;
  • Como funciona e todas as instruções;
  • Todas as dúvidas mais comuns;
  • O que significa o daruma;
  • Desmistificando a sorte do daruma;
  • Desmistificando as bençãos do daruma.

Mas, se quiser se aprofundar no assunto, recomendamos ler o texto até o final e entender:

  • Quem foi Daruma-Daishi;
  • Lendas do Dharma-San no Japão;
  • Os significados mais profundos que o budismo zen ensina para realizar todos os seus objetivos e desejos, de uma forma real e não mística.

Daruma: o boneco da sorte com uma mensagem escondida

Boneco daruma

Daruma é um boneco do tipo arredondado, possui um balanço que o faz não cair quando empurrado.

Sem braços ou pernas, sua face é uma representação do monge indiano patrono do budismo Zen conhecido no Japão como Daruma-Daishi, Bodhidarma e Dharma-San.

Ele não possui os dois olhos pintados de forma proposital e vamos explicar os motivos.

Instruções: como usar o daruma

Depois de comprar ou presentear o boneco daruma, você deverá pintar um olho e mentalizar um objetivo/desejo/algo que queira.

Daruma com um olho pintado

Existem várias formas de pintar o olho usando os recursos que tiver. Pode pintar o espaço todo ou fazer apenas uma bolinha com um pincel, com tinta, caneta preta, etc. Pode ser o esquerdo ou direito, como preferir.

Deixe ele à vista, para se lembrar sempre.

Pedido realizado, só pintar o outro olho

Passado um ano depois de fazer isso, se o que você mentalizou se realizar, é só pintar o outro olho.

Pedido não alcançado, tente de novo no próximo ano! (se quiser)

Muita gente tem esta dúvida, o que fazer com o daruma se eu não alcancei aquilo que eu pedi?

Simples, descarte o boneco, aprenda suas lições e se ainda quiser atingir o mesmo objetivo repita o processo no próximo ano ou escolha outra realização.

Mudei de ideia, não quero mais realizar o desejo que eu pedi

Também não tem problema, se não quiser mais realizá-lo, é só descartar o boneco e partir para outra.

Qual a forma correta de descartar o daruma?

Pode se desfazer do boneco depois jogando ao lixo ou se preferir como os japoneses fazem nos templos queimando no ritual Daruma-Kuyo e Dondoyaki.

Ritual de queima de darumas da cidade de Takasaki
Ritual de queima de darumas da cidade de Takasaki, que é a principal produtora de bonecos do Japão.

Se quiser, pode mandar para reciclagem, já que é papel maché.

Mas, o objetivo é depois de realizar o que se comprometeu, não pensar mais nisso. Afinal, será uma etapa já concluída da sua vida. Portanto, não faz sentido guardá-lo.

Posso usar o daruma como decoração ou brinquedo?

Tem gente que compra o daruma, pois acha bonito e quer deixá-lo na estante como decoração e não tem nada de errado com isso.

No Japão, o daruma também é usado como brinquedo, além de talismã.

O que significa o Daruma

Daruma é uma referência ao patrono do budismo Zen. Ele é um símbolo de perseverança, foco e resiliência.

A mensagem é não desistir, já que todas as respostas para conseguir o que quer estão dentro de você e não fora.

Quando você pinta um olho do daruma é um lembrete de que precisa de tudo isso para alcançar seus objetivos, realizar seus desejos e seguir o que quer.

Faz uma referência a resiliência que o Dharma-San passou em sua jornada de iluminação quando ficou meditando em uma caverna por 9 anos.

Força própria, merecimento e realização

Ao pintar o outro olho, é uma simbologia de que atingiu o que queria por força própria, merecimento e realização.

Apesar de ser vendido como boneco da sorte, ele é muito mais uma simbologia de tudo isso, do que te dará poderes especiais.

Quando você se esforça para atingir os seus objetivos de forma verdadeira, realista e metódica, como o Dharma-San fez, provavelmente terá sucesso.

Por quê eu tenho que pintar o olho?

Estátua de Buda com olhos abertos

Existe uma cerimônia budista chamada kaigen kuyo, que significa a cerimônia da abertura dos olhos. A iluminação também está associada a um despertar.

No século 19, as imagens do daruma ficaram populares entre os criadores de bichos de seda, pois o boneco okiagari koboshi era parecido com os dos casulos.

Eles tinham um rito de pintar um olho do daruma na primavera, quando os primeiros ovos rachavam. Quando a segunda geração de ovos rachava no outono, eles pintavam o outro olho.

Então, este costume foi se propagando e é assim que o boneco funciona nos dias atuais.

Desmistificando a sorte do daruma: perseverança e não desistir

A mensagem principal é de perseverança e que o caminho é reto. Cair e levantar, cair e levantar não importa quantas vezes. Sem desistir. Caia sete vezes e se levante oito (nana korobi, ya oki).

nana korobi, ya oki. Cair sete vezes e se levantar oito é u

Querendo continuar, reunimos a força do espírito e energia para descobrir, que de fato, podemos realizar. Pensando que o amanhã será melhor que ontem.

Não ter medo de errar, não se paralisar pelo medo do fracasso e pelo ponto de vista limitado pela precaução e cautelas excessivas.

Não se deixar levar pelos medos para alcançar seus objetivos é uma mensagem do boneco daruma
Créditos: Carol Francis

Aprendemos pela queda

Pelas quedas é que podemos aprender, crescendo pela experiência, mas temos que saber levantar. Não usar imperfeições como desculpas e evitar cometer os mesmos erros repetidamente.

Fazer uma investigação interior para saber os motivos de cometer os mesmos erros e se indagar o por quê eles ocorrem sempre para buscar o melhoramento contínuo. Desta forma, conseguirá superar seus desafios e realizar seus desejos.

Afinal, o que é sorte?

Você já parou para pensar o que é sorte? Será um poder mágico ou alguma força do universo que fará com que consiga o que deseja?

A resposta pode estar na filosofia e até em pesquisas científicas. No budismo zen aprendemos que tudo o que precisamos está dentro de nós, quando estamos alinhados e com a mente iluminada tudo tende a dar certo.

Teoria do caos

Segundo o professor de psicologia Richard Wiseman autor de um livro sobre sorte, os acontecimentos da vida estão em processo e mudança contínua.

A sorte não é algo paranormal, mas um padrão de comportamento que criamos com pensamentos, ou seja, é uma mentalidade. Parecido com a teoria do caos do efeito borboleta.

Isto converge justamente com o que o budismo zen ensina e com o que o boneco daruma representa. Quando você se esforça para alcançar os objetivos, inicia um efeito cascata que o ajudará a ter sorte e bençãos para atingir seu objetivo com atitudes positivas.

Desvendando as bençãos do daruma: afinal, o que são bençãos?

O conceito de benção pode ser explicado através de significados em diferentes culturas. Além de uma dádiva divina, significa em hebraico ter poder para alcançar prosperidade e sucesso.

Já no budismo, o significado é um poder protetivo que pode ser alcançado através de diversas formas, inclusive, objetos.

Muito mais que um símbolo

No caso do daruma, além de representar o simbolismo, pode significar uma benção na vida da pessoa que busca realizar seu objetivo.

Transformação da mente

No budismo tibetano, a benção é descrita como uma transformação em que a mente transcende em um estado absoluto. De um estado negativo para um positivo, de um estado infeliz para o feliz, da fraqueza para a força.

Só basta acreditar

Ou seja, a mudança do estado de espírito depende apenas da pessoa e tudo que ela precisa mudar estará dentro de si.

Todo mundo possui qualidades virtuosas e o alcance delas depende de sua força interna. Só basta acreditar.

Quem foi Bodhidarma? Daruma-Daishi (Dharma-San) Zhendan

Foi um príncipe indiano de um reino ao sul da Índia, filho do rei e 28º na linha de sucessão. Era discípulo do mestre Prajnaatara onde estudou com intensidade o budismo.

Pegou a rota do mar e foi para a China por volta de 520 ou 527 onde conheceu o Imperador Wu (502-549), mas acabou em um templo Shaolin perto de Loyang.

Faleceu envenenado (na quarta tentativa) com mais de 100 anos de idade por conta da inveja de seus opositores e foi enterrado no Monte Xiong’er.

Os ensinamentos do budismo Zen entraram no Japão no período Kamakura (1192-1333) onde foi considerado o patriarca do budismo Zen.

Ao meio do período Edo (1603-1867), o pintor que era padre Zen chamado Hakuin (1685-1768), pintou o Daruma-Daishi para ensinar as pessoas da cidade que não sabiam ler.

Pintura do Boddhidarma pelo padre Hakuin
Pintura do Boddhidarma pelo padre Hakuin

Depois, ele se tornou personagem principal de lendas e folclores no Japão. Foi adepto da técnica de meditação chamada Heki Kan (encarando uma parede) onde buscou o despertar (iluminação – satori) onde ficou meditando em uma caverna por 9 anos seguidos.

Leia também

Lendas do Boddhidarma no Japão

Tem muita lenda do Boddhidarma no Japão em torno de sua busca por iluminação quando ficou meditando por 9 anos. Segundo relatos históricos isso realmente aconteceu.

No entanto, em meio a algo que parece ser factível, a mais conhecida e propagada no Japão é a de que seus braços caíram, refletindo o formato do boneco daruma.

No entanto, ao buscar trabalhos acadêmicos sobre o patrono do budismo descobrimos detalhes que podem refletir os motivos disso ter se espalhado em uma época em que as informações eram passadas como fofoca (boca a boca), em um tempo em que não existia internet.

Em um artigo da Universidade Internacional Cristã de Tokyo escrito pelo professor do departamento de humanidades, Stephen Eskildsen, sobre religiões chinesas, conta-se que o discípulo do Boddhidarma chamado Shenguang e renomeado como Huike, cortou seus braços como uma técnica para atingir a iluminação.

Mas, nada diz sobre o Dharma-san ter feito isto ou ter cortado suas pálpebras, como outras lendas contam.

Um outro trabalho acadêmico falando sobre a popularização do Boddhidarma no Japão, Coreia e China mostra que o Dharma-San era usado para afastar doenças em crianças pequenas, como a varíola. A cor vermelha tinha conotações mágicas e poderes curadores.

Técnica artística e propagação da cultura japonesa

Boneco tradicional japonês Okiagari Okoboshi
Okiagari koboshi

Okiagari koboshi é um dos brinquedos que vieram da China durante o período Muramachi (1336-1573).

De formato arredondado, não cai e é feito de papel machê. A aparência atual começou a ser produzida no período Edo no Japão e segundo historiadores pode ter inspirado o boneco daruma.

Mensagem do budismo Zen (Zazen) e Satori – iluminação

Iluminação da mente, satori do

O budismo Zen é uma das muitas escolas do budismo e não significa uma ideologia, mas um modo de vida.

Respostas estão dentro de nós

Entre suas práticas estão a meditação em busca do satori (iluminação), onde o principal ensinamento diz que todas as respostas para nossas perguntas estão dentro de nós.

Então, o caminho da iluminação não está fora, seja em qualquer lugar, livro, escrituras, filosofia ou coisas.

Alcançar um estado divino

Ao controlar a mente com a meditação, sem se deixar controlar pela teia de aranha formada por palavras podemos alcançar um estado divino.

Além disso, deixar de fora o pensamento racional que nos coloca em um ciclo e descobrir nossa natureza búdica.

Viver do modo zen

Ao viver do modo zen, as pessoas poderão se aproximar da verdade sem pensamentos filosóficos ou intelectuais.

De forma progressiva e constante, a mente será iluminada. No processo, poderá ter momentos iluminados também.

O estado natural da mente é puro e ele não interpreta, aceita como as coisas são. Um estado avançado de autoconhecimento, estar ciente da vida, já que a verdadeira natureza humana é búdica.

Mente liberta

Ilustração em aquarela mostra uma mente se expandindo

Não é uma filosofia ou uma religião, mas um modo de viver em que a mente será liberta.

Desta forma, poderá ter as bençãos do boneco daruma e todas as ferramentas para alcançar todos os seus objetivos e realizar aquilo que almeja e procura.

Boneco daruma é um excelente presente

Boneco daruma é um belo presente do

O boneco daruma é um excelente presente do Japão e uma forma de abençoar a vida das pessoas queridas, amigos e familiares.

Só não esqueça de buscar todas as formas de realizar o que deseja de forma metódica, consistente, com perseverança e resiliência.

Nada adianta comprar o boneco daruma, pedir algo e não fazer nada para que ele se concretize.

0 comentário em “Daruma: confira nosso guia completo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: