Bartender no Japão
Destaques

Bartender no Japão: confira 5 técnicas que definiram sua fama

No Japão, a arte de compor drinks ganhou patamares de precisão, desenvolvimento de técnicas e modos do estilo japonês.

Bartender no Japão é uma profissão muito valorizada no ocidente pelo desenvolvimento de técnicas precisas com detalhes impecáveis que acabaram influenciando muito a arte de mixologia e cocktails.

A admiração ocorre pela precisão, foco, velocidade e perfeição com atenção especial a todo o processo com menos importância ao resultado, mas foco no passo a passo.

Na cultura japonesa é muito comum dar atenção ao processo, como acontece na cerimônia do chá, como em outros rituais.

Apesar de a profissão bartender ser bem-vista no ocidente onde as técnicas repercutiram, no Japão não é bem assim. Quem serve bebidas alcoólicas possui pouco prestígio na sociedade e quem segue a profissão segue um amor e dedicação.

Por isso, se estiver pelo país não deixe de apreciar esta arte e valorize quem prepara os seus drinks. Confira cinco técnicas dos bartenders no Japão.

1. Hard Shake

Esta técnica foi criada pelo bartender Kazuo Uyeda, inclusive, ele é autor de um livro com técnicas e ajudou a disseminar estas informações no ocidente. Por isso, é referência fora do Japão.

Livro técnicas de cocktail de

O hard shake é uma técnica especial em que se fazem movimentos precisos e rápidos de quatro pontos para que o gelo dentro da coqueteleira se desfaça em pequeninas lascas.

A forma ocidental se limitava a movimentos de dois pontos em forma vertical de cima para baixo ou na diagonal.

O estilo japonês de técnica simples de dois pontos tem os mesmos movimentos, mas com ênfase do gelo se movimentar de um lado para o outro.

bartender no Japão Kazuo Uyeda
Kazuo Uyeda é o inventor da técnica Hard Shake

O fato de formar pequeninos gelos é fundamental para ter um drink que não fique aguado, gelado ao máximo e com uma textura ótima.

Desta forma, o gelo forma uma espécie de proteção para que a língua não entre em contato direto com ingredientes amargos dando um sabor mais macio.

Ao performar estes movimentos precisos, o gelo acaba com formato redondo. Considerada uma técnica complexa e difícil de ser performada, pois pede precisão nos ângulos.

2. Gelo no coupe

Servir drinks com pedra de gelo no estilo de Tokyo Kaikan mantém a temperatura da bebida ideal. Geralmente é servido no copo coupe de champagne com gimlet, que fica perfeito.

Gimlet com pedra de gelo

O modo de servir drinks nesta taça com uma pedra de gelo é uma coisa que surgiu no Japão e depois foi replicado em bares de Nova York e demais cidades badaladas.

O bartender no Japão Uyeda começou a servir uma pedra de gelo na taça coupe do drink gimlet após deixar a pedra redonda com seu hard shake. Foi assim que ele influenciou o inglês Erik Lorincz, o bartender chefe do bar Savoy’s Hotel, que disseminou o estilo e virou referência.

Informação confirmada e apurada pela revista especializa Punch com ajuda do dono do bar Cocktail Kingdom Greg Boehnm em um artigo dedicado a tendência deste modo de servir diferente.

Geralmente drinks em taça coupe eram servidos puro, mas o gelo ajuda a manter a temperatura, além de incorporar o sabor quando a pedra derrete.

As razões também são estéticas, já que o visual ficar bonito. No entanto, apesar de ter fãs bartenders que replicam a técnica, ela não é tão aceita e disseminada com pessoas da área tradicionais.

Gimlet

O gimlet é um drink feito com gim, calda doce de açúcar e suco de limão, que fica bem gostoso.

Misture duas medidas de gim, 3/4 de suco de limão, 3/4 de xarope doce com 1 medida de água com 1 de açúcar.

Coloque todos os ingredientes em uma coqueteleira com pedras de gelo. Agite bem até que esteja bem gelado. Adicione o drink em um copo coupe gelado. Sirva com uma fatia de limão para decorar.

3. Highball japonês

O drink Highball japonês difere do ocidental por ter menos álcool por volume com cuidado de manter o whisky e a água gelada na hora de preparar o cocktail para que o gelo não derreta tão rápido.

É uma forma bem apreciada e fácil de fazer, pois se usa apenas dois ingredientes. Use duas medidas de whisky em um copo highball cheio de pedras de gelo e complete com soda. Sirva com fatia de limão.

4. Gelo em formato de diamante

Cubo de gelo em formato de diamante do bar High Five
Pedra de gelo em formato de diamante do bar High Five

Mais uma criação do bartender Uyeda e dominada nas mãos de Hidetsugu Ueno do bar High Five, considerado um dos melhores do mundo.

O cubo de gelo gigante é esculpido com faca de chef chamado deba para que fique em formato de diamante. O copo fica bonito, derrete em menor velocidade e cabe perfeitamente no copo de whisky.

O cubo de gelo em diamante possui um ângulo de 45 graus no topo e embaixo oito facetas de ângulos obtusos de 60 graus perfazendo ao total 24 lados.

Leia também

5. Sidecar vermouth

Coquetel japonês Sidecar Vermouth

O sidecar acaba sendo um modo de preparo pouco popular entre as pessoas e mais conhecido entre os bartenders em sua época de estudos, mas que vira um drink no Japão bem gostoso.

Primeiro se mistura o vermouth e deixa reservado em gelo. Depois, mistura-se o gim com o vermouth gelado para servir junto com dry martini. O resultado é uma bebida bem seca.

O vermouth é uma bebida feita a base de vinho com especiarias e ervas. É um acompanhamento comum do martini.

Abaixo confira alguns vídeos dos melhores bartenders no Japão.

0 comentário em “Bartender no Japão: confira 5 técnicas que definiram sua fama

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: