O conto da princesa Kaguya
Cultura Destaques Sociedade Variados

O conto da princesa Kaguya: conheça uma das lendas japonesas mais antigas

Leia O Conto da Princesa Kaguya e curiosidades deste clássico da literatura japonesa

O conto da princesa Kaguya (a lenda do cortador de bambu e a princesa da lua) é uma história bem conhecida entre crianças e adultos no Japão, pois faz parte da literatura tradicional e já foi tema de uma belíssima animação do Studio Ghibli dirigido pelo Isao Takahata (1935-2018) que demorou 8 anos para ser concluída.

Gif de cena do anime
Gif de cena do anime O Conto da Princesa Kaguya do Studio Ghibli

Continue lendo e confira curiosidades do conto da princesa Kaguya e leia uma tradução de uma versão resumida ao final do texto.

O conto da princesa Kaguya

Segundo historiadores essa é uma das lendas mais antigas do Japão e possui origens entre os séculos 9 e 10.

Já a British Library estima que se origine no século 7. Portanto, é contada há mais de 1.000 anos.

É considerada uma das primeiras histórias de ficção científica por seus elementos (um povo tecnológico vindo da lua/alienígenas) e desde então possui inúmeras versões*** contadas aos longos dos séculos.

***As versões muitas vezes são resumidas, mas carregam sempre os principais elementos. Algumas tem linguagem simples para crianças e outras detalhes mais elaborados. Sem contar as traduções em outras línguas e adaptações.

É conhecida por várias formas dentro e fora do Japão como Kaguya-Hime, Taketori Monogatari e Kagya-hime no Monogatari.

No entanto, o conto da princesa Kaguya continua sendo a forma mais conhecida, ainda mais depois do lançamento da animação do Isao Takahata pelo Studio Ghibli.

O conto de Genji

O conto da princesa Kaguya foi mencionado no capítulo 17 do manuscrito The Tale of Genji/Genji Monogatari (Contos de Genji) com ilustrações de 1278 no século 11.

O Conto da princesa Kaguya – Versão popular

Abaixo confira uma das versões resumidas mais famosas do conto da princesa Kaguya.

Entre as pesquisas sobre o conto, a versão abaixo resumida é a mais fiel ao conto na íntegra da literatura japonesa Taketori Monogatari.

Há muito tempo atrás havia um homem velho. Ele pegava bambu e fazia cestas para pessoas que queriam. Desta forma fez sua forma de ganhar a vida.

Um dia, um idoso cortador de bambu encontrou um estranho, brilhante caule de bambu com pequenas rachaduras. Ele cortou o caule e encontrou um bebê do sexo feminino do tamanho de um dedão.

Ele e sua esposa não tinham filhos, então ele ficou muito feliz em encontrá-la, a levou para casa e os dois a criaram com amor. Eles a chamaram de Nayatake-no-Kaguya-hime, a princesa do bambu reluzente.

Cortador de bambu e sua esposa em com a princesa Kaguyaasa

Ouro e fortuna

Depois disso, toda vez que o idoso cortava um bambu encontrava ouro e se tornou muito rico.

Beleza extraordinária

Princesa Kaguya

Enquanto isso, Kaguya-hime, cresceu e ganhou estatura de uma pessoa normal (ordinária), mas de uma beleza extraordinária.

Os pedidos de casamento

Pedidos de casamento de cinco nobres

Ouvindo falar de sua beleza, cinco nobres foram pedir sua mão em casamento. O pai queria que ela casasse, mas a princesa não mostrava entusiasmo em constituir família.

Para confortar seu velho pai, disse que escolheria um marido, mas antes queria testar a profundidade do afeto de seus pretendentes.

Objetos impossíveis

A princesa Kaguya pediu que cada um trouxesse um objeto impossível de ser encontrado neste mundo, como uma tigela de Buddha ou uma joia do pescoço de um dragão.

Três deles tentaram levar objetos falsos, um desistiu e outro foi morto ou ficou seriamente ferido em sua tentativa. *

*(Nota do editor: essa parte varia, em algumas o quinto homem morre, em outras fica ferido).

Todos falham em suas missões. Depois disso, o Imperador fica intrigado com a beleza da princesa Kaguya e pede sua mão em casamento, mas ela se recusa argumentando não ser do Japão.

Mudança de comportamento

Então, a princesa muda seu comportamento, passa a agir de forma impetuosa e seus pais ficam preocupados.

A lua e as lágrimas

Princesa Kaguya olha para a lua

Naquele verão, quando contemplava a lua cheia passou a chorar muito. Então, revelou a seus pais que era da lua e precisava retornar ao seu povo.

A volta dos seres da lua

Povo da lua busca Kaguya

Quando chegou na época de seu retorno, o Imperador colocou guardas em volta de sua casa para impedir a entrada do povo da lua, mas foi tudo em vão.

Os seres cegaram os guardas com uma luz brilhante para entrar. Então, Kaguya declarou seu amor a seus pais e amigos da Terra, mas deveria partir.

Cartas e presentes

Escreveu cartas a seus pais e para o Imperador. Deixou seu kimono como recordação aos pais adotivos e ao Imperador um pequeno frasco com elixir da imortalidade.

Assim que entregou o escrito destinado ao Imperador para um guarda, vestia um kimono de penas hagoromo.

Seus pais assistiram sua partida com lágrimas e a comitiva a levou de volta para a capital na lua chamada Tsuki-no-Miyako.

Desfecho

Após sua partida, seus pais afogados em tristeza ficaram doentes e acamados. Quando o Imperador recebeu a carta da princesa Kaguya-hime, perguntou qual era a montanha mais alta do Japão e mais próxima ao céu.

Então, pediu a alguns de seus homens subissem no topo da montanha mais alta que ficava em Suruga e queimassem a carta junto com o elixir, pois ele não suportaria viver eternamente sem a princesa.

Ele esperava que a fumaça e sua mensagem chegassem até Kaguya na lua.

Monte Fuji e o Conto da Princesa Kaguya

Monte Fuji

Segundo as lendas do Japão, o nome Monte Fuji se origina da palavra imortalidade que é fushi ou fuji.

Originalmente o kanji pode ser interpretado como montanha de guerreiros que pode ter origem no conto da princesa Kaguya, já que faria alusão aos homens mandados ao pico mais alto do Japão para queimar a carta.

Quando o Monte Fuji tinha o vulcão ativo, a população contava que a fumaça que saía do pico vinha da carta do Imperador que queimava eternamente.

Segundo linguistas, o nome Fuji não se encaixa exatamente no padrão de fonemas japoneses no tempo em que seu nome foi dado. Acredita-se que o nome tenha derivado do povo aborígena que vivia no Japão e foram os antecessores do povo Ainu, que seriam seus descendentes.

Motivos da princesa ser enviada para a Terra

Além disso, em várias versões da história existem vários motivos para a princesa Kaguya ter sido enviada para a Terra.

Algumas dizem que foi a punição por um crime, outras contam que foi para sua proteção devido a uma guerra celestial.

Existem versões que também explicam o surgimento do ouro surgido dos bambus. Era para compensar os custos da criação da princesa na Terra.

O povo da lua ainda é descrito como uma raça avançada tecnologicamente, mas não uma divina de deuses.

Princesa alienígena

Além disso, a princesa já foi retratada em desenhos viajando em uma nave com o formato de um bambu, equipada com um capacete muito parecido com o de um astronauta e o que parecia ser um jet pack (propulsor nas costas) em vez do manto de penas (hagoromo).

Kimono Junihitoe

Kimono Junihitoe
Kimono Junihitoe

O kimono da princesa Kaguya foi desenhado ao longo dos séculos para ilustrar o conto, como do tipo Junihitoe, que foi usado pela corte imperial do período Heian. Não é uma vestimenta para pessoas comuns.

Originalmente possui 12 camadas e é muito usado em casamentos imperiais do shinto até os dias atuais.

No conto, o kimono deixado pela princesa a seus pais é do estilo Junihitoe, mas tem apenas cinco camadas, que é mais leve para o verão, além de ser plissado com padronagem de lua.

Além disso, a cor de seu kimono é comumente pintado em kurenai, uma cor reservada apenas a princesas na corte imperial japonesa.

Orelhas de coelho e a lua

Comumente a princesa Kaguya é retratada com folhas de bambu enfeitadas em sua cabeça que lembram orelhas de coelho.

No Japão é muito comum que a lua seja associada com esse animal e o deus da lua é retratado como coelho na mitologia.

***Apesar de existir várias versões, ou seja, várias formas de contar a lenda, as principais características são mantidas através de certos elementos que a caracterizam. Confira as principais.

  • Princesa Kaguya no Hime veio da lua;
  • Pais adotivos idosos sem filhos e o homem é cortador de bambu;
  • A princesa possui uma beleza extraordinária sem comparação na Terra;
  • Pedidos de casamento por nobres são feitos e objetos são pedidos;
  • Princesa Kaguya pede objetos impossíveis de serem encontrados ou que não existem na Terra;
  • O Imperador se apaixona pela princesa;
  • Princesa Kaguya deixa uma carta e elixir ao Imperador;
  • Povo da lua vem buscar a princesa e ela retorna;

Segundo algumas versões, a princesa Kaguya retorna para o satélite no 15° dia da oitava lua do calendário lunar.

0 comentário em “O conto da princesa Kaguya: conheça uma das lendas japonesas mais antigas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s