Japão Notícias notícias do Japão

Estudantes japoneses desenvolvem comida espacial em versão comercial

Carne de cavala enlatada criada pelos adolescentes foi aprovada pela JAXA e pelo astronauta japonês, Soichi Noguchi, a bordo da ISS. Confira

Estudantes japoneses do ensino médio da cidade de Wakasa, prefeitura de Fukui desenvolveram uma versão comercial de comida espacial que os astronautas e cosmonautas consomem na ISS (Estação Espacial Internacional).

O produto criado pelos alunos do curso de Ciências Marinha da Wakasa High School é carne de cavala enlatada. A iniciativa contou com a ajuda de empresas locais de Fukui por sua criatividade e potencial de mercado.

Integrantes do grupo de Ciência Marinha da Wakasa High School apresentam comida espacial em versão comercial
Integrantes do grupo de Ciência Marinha da Wakasa High School apresentam comida espacial em versão comercial

A expectativa é trazer a sensação de degustar o que aqueles que estão na órbita do planeta comem. Dois participantes do projeto, Koei Fukushima e Arata Watanabe, desejam que pessoas de toda as idades possam sentir um pouco do gosto da vida no espaço.

O projeto da criação da comida espacial começou em 2006 com alunas da escola de pesca chamada Obama Fisheries High School que começaram a desenvolver especialidades do fundo do mar para ser comercializado em Kyoto.

Comida espacial aprovada pela JAXA

Um dos primeiros alimentos criados pelos estudantes da Obama foi um agridoce de caramelo feito com pó de água viva em 2009. Foi uma forma de lidar com a superpopulação de águas vivas que prejudicavam os pescadores.

O caramelo agridoce desenvolvido pelos jovens foi submetido ao cardápio dos astronautas e cosmonautas da ISS. Mas o primeiro registro aprovado pela JAXA só veio em 2018, cinco anos após a incorporação da Obama Fisheries High School na Wakasa High School.

desenvolvido por seus jovens compatriotas. Você pode assistir ao vídeo clicando em "Real Life on ISS 001" do canal do youtube do astronauta
Trecho do vídeo em que o astronauta japonês Soichi Noguchi experimenta e agradece pelo alimento desenvolvido por seus jovens compatriotas. Você pode assistir ao vídeo clicando em “Real Life on ISS 001

Foram mais de 300 estudantes japoneses que colaboraram com a criação de um alimento que seria entregue ao astronauta japonês Soichi Noguchi em novembro de 2020, ou seja, um esforço de 14 anos.

Depois de receber e provar a cavalinha enlatada por seus jovens compatriotas e criadores do alimento, Noguchi gravou um vídeo da ISS agradecendo e afirmando que o sabor da comida era delicioso nas condições de gravidade zero.

Comida específica para o espaço

Não é algo que pessoas comuns tendem a se indagar, mas a comida consumida na órbita da Terra precisa ser preparada de forma diferente das consumidas dentro do planeta, e o sabor das coisas também é diferente.

No caso da carne de cavala enlatada desenvolvida pelos estudantes japoneses, foi necessário administras pó de kudzu (pueraria lobata) para que a viscosidade, isto é, o óleo próprio da cavala não flutuasse em um ambiente sem gravidade.

Integrantes do grupo de Ciência Marinha com a cavala em conserva aprovada pela JAXA em 2018
Integrantes do grupo de Ciência Marinha com a cavala em conserva aprovada pela JAXA em 2018

Outra característica do produto enviado para os astronautas a bordo da ISS tem relação com a quantidade significativa de molho de soja. Isso porque os alimentos consumidos fora do planeta têm menos sabor.

Agora, as ambições dos criadores da comida espacial em versão comercial são voltadas ao consumo interno, e para isso contam com a ajuda de uma série de empresas locais com uma perspectiva de venda surpreendente.

Leia também

Pequenas ideias, grandes negócios

Para estudantes do ensino médio seria impraticável produzir cavala enlatada manualmente para colocar a venda ao público. Contudo, uma série de parceiros surgiram para ajudar com o novo produto.

Uma produtora local de alimentos enlatados, a Fukui Kanzume, adaptou suas máquinas para reproduzir a receita original, o que fez com que o preço caísse para JP¥ 700,00 (US$ 5,74) a unidade.

A embalagem do produto também foi desenvolvida pelo grupo de estudantes do grupo de Ciências Marinha da Wakasa High School
A embalagem do produto também foi desenvolvida pelo grupo de estudantes do grupo de Ciências Marinha da Wakasa High School

Já a Fukui Bussan Co. transportará os produtos finalizados aos pontos de venda. A estimativa inicial é que sejam vendidas cerca de 20 mil unidades mensalmente em todo o país, em outras palavras, cerca de JP¥ 14 milhões (US$ 114.702,39).

O produto contém 90 gramas e pode ser encontrado clicando aqui (disponível somente em japonês). Yoshihiko Mastubara, gerente da Fukui Bussan afirmou: “Nutriremos esse produto como um representante da prefeitura de Fukui”

Uma das estudantes do grupo de Ciências Marinha, Chiharu Hata, comentou sobre suas ambições e as de seus colegas: “Nossos lucros passarão por nossa comunidade local com pessoas de todo o país comendo nossa cavala enlatada”.

Fontes: Asahi Shimbun

0 comentário em “Estudantes japoneses desenvolvem comida espacial em versão comercial

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: