Japão

Cidade de Suzuka sediará conferência das cidades com grande concentração de residentes estrangeiros para discutir sociedade inclusiva

Aproximadamente 40 cidades do Japão tem uma legislação que concede algum direito de participação nas decisões coletivas para estrangeiros residentes. Agora, a prefeita de Suzuka quer reuni-las para compartilhar experiências Confira

No dia 10 de dezembro de 2021, Noriko Suematsu, prefeita da cidade de Suzuka na prefeitura de Mie, anunciou que a cidade sediará uma conferência das cidades com grande concentração de residentes estrangeiros no dia 28 de janeiro de 2022.

Em entrevista coletiva na prefeitura, Noriko disse: “Queremos compartilhar os desafios enfrentados por cada município e discutir a distribuição de informações sobre o coronavírus aos estrangeiros residentes, entre outras questões, e levantar a questão para o governo nacional”.

Prefeita de Suzuka, Noriko, Suematsu, anuncia que sua cidade sediará o Gaikokujin Shuju Toshi Kaigi no dia 28 de janeiro de 2022
Prefeita de Suzuka, Noriko, Suematsu, anuncia que sua cidade sediará o Gaikokujin Shuju Toshi Kaigi no dia 28 de janeiro de 2022

A conferência contará com a participação de representantes de 13 municípios de diferentes regiões do país. As discussões sobre direitos e deveres de pessoas de outros países e que vivem no Japão vem crescendo.

Recentemente, Musashino se tornou a terceira cidade japonesa a permitir que estrangeiros residentes tenham direito a voto em referendos municipais ao lado de Zushi, prefeitura de Kanagawa e Toyonaka em Osaka.

Gaikokujin Shuju Toshi Kaigi

Gaikokujin Shuju Toshi Kaigi como é chamado o encontro entre as cidades também contará com oficiais do Ministério do Interior e Comunicações, Ministério da Saúde, Trabalho e Bem Estar, Agência para Assuntos Culturais e da Agência de Serviço de Imigração do Japão.

Intermediador do encontro, professor Keizo Yamawaki da Universidade Meiji
Intermediador do encontro, professor Keizo Yamawaki da Universidade Meiji

A conferência será mediada pelo professor da Meiji University School of Global Japanese Studies, Keizo Yamawaki.

Entre as cidades confirmadas estão Tsu, Kameyama e Yokkaichi da prefeitura de Mie, Ueda em Nagano, Soja em Okayama e Hamamatsu em Shinzuoka.

Os participantes discutirão uma nova forma de sociedade mais inclusiva e multicultural para o período pós-pandêmico, sistema de ensino do idioma japonês para estrangeiros entre outros tópicos. A resolução dos assuntos será batizada de “Declaração de Suzuka”.

Prefeita Noriko Suematsu

A luta de Suematsu pelo respeito aos estrangeiros no Japão é antiga. Ainda em 2014, sua gestão celebrou uma parceria com a SPF (Sasaka Peace Foundation) para que oficiais municipais aprendessem as melhores técnicas para acolher refugiados.

O projeto pioneiro teve como piloto três famílias auxiliadas pela cidade a superarem as barreiras linguísticas, estilo de vida e sociedade.

A prefeita relembrou em entrevista de 2014 cerca de 8 mil pessoas das 200 mil que vivem com um bom padrão de vida graças as indústrias instaladas são imigrantes que trabalham nessas mesmas indústrias e ajudam Suzuka a prosperar.

Você pode assistir a entrevista completa da prefeita clicando abaixo (legendas em inglês)

Aos interessados em acompanhar a discussão, ela será transmitida via YouTube, também será possível acompanhar pela página oficial da conferência (disponível apenas em japonês)

0 comentário em “Cidade de Suzuka sediará conferência das cidades com grande concentração de residentes estrangeiros para discutir sociedade inclusiva

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: