Halloween no Japão
Sociedade Turismo

Halloween no Japão: saiba tudo sobre esta data comemorativa

Entenda de forma completa como que o Halloween no Japão passou a fazer sucesso e ser comemorado à sua maneira

Muitos eventos ocidentais demoraram, mas acabaram criando raízes e fazendo sucesso no Japão, com adaptações. Um dos maiores exemplos é o Halloween no Japão, que demorou a cair no gosto das pessoas e hoje compõem um dos maiores eventos a céu aberto. Continue lendo e aprenda mais.

Halloween no Japão

Abóboras decoradas no Halloween no Japão

A data comemorada no dia 31 de outubro tem sua tradição nos Estados Unidos quando as pessoas têm o hábito de saírem fantasiadas, acontecem festas e doces são distribuídos para as crianças e jovens em uma noite descontraída de gostosuras e travessuras.

A cultura popular é de diversão onde os jovens podem sair e se reunir, enquanto os pequenos batem de porta em porta. Os pais também fazem parte com festas. Abóboras são usadas para fazer decorações, como fazem parte de receitas temáticas.

Com uma forte influência norte-americana no Brasil, você já deve saber destes detalhes, mas a forma como o Halloween é comemorado por aqui se manteve com poucas adaptações, mas também não é uma festa tão popular.

Data demorou a fazer sucesso

No Japão foi bem diferente e a cultura demorou a ser aceita mesmo com toda a influência exercida pelos estadunidenses. Fato é que depois do fim da II Guerra e com a instalação das bases americanas em solo japonês, muito da cultura ocidental foi sendo aos poucos introduzida.

São anos de exposição, mas nem tudo fez sucesso de imediato, já que o modo de vida japonês e valores são bem diferentes ds ocidentais, ou seja, cheio de particularidades.

Então, como o Halloween deu certo no Japão?

Shibuya no Halloween 2016

Para quem se fez esta pergunta, podemos ter algumas pistas para saber os motivos dessa data fazer tanto sucesso no país atualmente.

Para ter ideia, antes da pandemia de coronavírus, os japoneses e muitos estrangeiros iam até um das maiores cruzamentos do Japão, que é Shibuya para comemorar a data fantasiados.

A quantidade de pessoas era tanta que após registros de destruição causada pela bebedeira e o comportamento descontrolado de alguns pequenos grupos de pessoas, eles decidiram banir o álcool em locais específicos a partir de 2018. Vamos conferir abaixo o que pode ter contribuído para o sucesso da data.

  • Cosplay já era algo que fazia sucesso no Japão;
  • Parques de diversões ajudaram;
  • Abóbora é um alimento bem apreciado no Japão;
  • A indústria alimentícia já fazia doces temáticos visando estrangeiros;
  • Estrangeiros faziam comemorações particulares.

Se fantasiar era comum

Basicamente, colocar fantasias já era algo comum no Japão e as pessoas costumam se expressar através de seu visual de forma mais ampla.

Em Ikebukuro era possível ver gente com cosplay em todas as épocas do ano, assim como em Harajuku, dois locais de Tokyo.

Parques de diversões adotaram a data

A Tokyo Disneyland é um dos parques mais amados do Japão. Em 1997, eles passaram a fazer eventos temáticos Halloween e aos poucos os japoneses foram entendendo a data.

Não podemos dizer que eles foram os responsáveis por popularizar a data, mas tiveram grande função em promover. A Universal Studios Japan e o parque da Sanrio também faziam/fazem comemorações anuais.

Abóbora é comida sazonal amada

A abóbora kabocha é um alimento presente no dia a dia e o gosto por comidas temáticas fala forte no país. Fabricantes de doces variados já faziam campanhas de Dia das Bruxas alterando as embalagens ou lançando novidades exclusivas.

Estrangeiros que moram no Japão ajudaram a disseminar

Existem muitos estrangeiros que vivem no Japão e sem comemorações oficiais, alguns grupos costumavam sair fantasiados no dia 31 de outubro.

Eles se reuniam nos últimos vagões fantasiados munidos de caixas de sons e bebidas antes de ir para os bairros com baladas. A farra era tanta, que estas reuniões chegaram ser proibidas nestes locais públicos ou tiveram protestos de moradores locais, pois esse tipo de comportamento não era comum na década de 90.

Diferenças da comemoração do Halloween japonês

Como tudo no Japão é diferente, a data comemorativa Halloween ganhou adaptações. Confira as principais.

Fantasias com referências orientais e ocidentais

Fantasias de gueixa vampira

Nem precisamos dizer que as fantasias de Halloween são dominadas pelo cosplay retratando a cultura pop japonesa e fazendo referências a personagens amados por lá, incluindo os de terror.

Inclusive, eles lançaram uma tendência nova em que as pessoas escolhem fantasias para retratar pessoas ordinárias fazendo coisas comuns no dia a dia. Essa tendência ficou conhecida como fantasia mundana.

Pessoas vestidas com roupa formal na parte de cima e pijamas nas pernas p
Fantasia de trabalho home-office

O resultado é bem engraçado com gente saindo fantasiada de entregador de comida, alguém jogando lixo fora ou quem acabou de lavar a louça e por aí vai.

A festa é em grupo e na rua

Halloween - grupo tira foto em meio a cruzamento de Shibuya

Festas particulares são pouco comuns e a diversão envolve sair para as ruas e encontrar os amigos na rua em locais específicos. Vale ressaltar, costumava ser assim antes da pandemia, já que esse tipo de evento foi cancelado em 2020.

Os locais mais comuns em receber as pessoas é Shibuya, Gai Center e Roppongi Hills. Os metrôs também ficam lotados com pessoas se reunindo ou indo de uma festa para a outra. Para ter ideia, Shibuya chegou a receber 70.000 pessoas em 2019, segundo relatos oficiais.

Doces não são distribuídos

Chocolate Kit Kat de sabor pudim de abóbora

Nada de ver crianças com baldes de doces de graça, mas no Halloween no Japão é comum comprar doces temáticos ou até fazer versões caseiras.

Os fabricantes lançam muitas novidades, como lojas lançam sabores exclusivos sazonais que podem ser encontrados apenas na data. É bem comercial.

Delícias diferentes e limitadas

Doces de Halloween

Falando em comidas, praticamente todos os locais comerciais entram no espírito e não apenas fabricantes industrializados de doces lançam exclusividades. Padarias, restaurantes e pequenas lojas fazem delícias em quantidades limitadas.

Sem travessuras

A tradição de bater de porta em porta falando gostosuras ou travessuras não funcionou no Japão. As pessoas costumam dar valor a privacidade e ameaçar mesmo que de brincadeira fazer uma travessura se não receber doces não pegou bem.

A exceção acontece nas escolas quando as crianças se reúnem para brincar e pedir doces nas outras salas de forma educada e planejada com supervisão dos professores.

Sem fantasmas e histórias de terror

Apesar dos japoneses entenderem que a data do Halloween envolve bruxas e fantasmas, essa atmosfera não faz parte da data a não ser pelas fantasias e temas de doces. Portanto, sem histórias de terror e lendas, comuns nas festas americanas.

Na verdade, uma data bem parecida com a do Halloween dos Estados Unidos e o dia de los muertos do México é o Obon (do budismo) em agosto.

Na data, acredita-se que os espíritos de entes queridos voltam ao plano terrestre de forma momentânea. As pessoas costumam deixar enfeites nas portas das casas para que o espírito possa encontrar sua antiga casa para fazer a visita, mas sem clima festivo regado a bebida alcoólica. Mas, para prestar respeito aos que faleceram.

Em Kyoto, ocorre um evento chamada Parada dos 100 demônios na rua Ichijo Yokai conhecida por ser localizada como uma faixa entre o mundo espiritual e o humano.

Não é um evento do Halloween, mas acontece em outubro no terceiro sábado do mês e o evento tem a atmosfera mais parecida com a do 31 de outubro.

Evento familiar

Crianças fantasiadas no Japão

Apesar dos relatos de grupos alcoolizados serem conhecidos em locais específicos, as festas de rua costumam ser ambientes seguros para ir com a família e amigos.

Onde achar fantasias no Japão

Fachada de loja de fantasias no Japão

Por conta da cultura do cosplay e subculturas japonesas, não é nada complicado achar fantasias no Japão. O local mais fácil é ir até lojas de departamentos onde os preços são amigáveis e com bastante variedade.

Daiso e Don Quijote são as mais conhecidas, mas lojas em bairros temáticos também são ótimas para achar aquele item que não encontrou nos comércios populares e de grandes redes.

Onde comemorar o Halloween no Japão

Homem com maquiagem de Hellraser
Mulher fantasiada no Halloween
Participante come sanduíche após parada de Halloween no Japão em Kawasaki em 26 de outubro 2016. Compareceram 100.000 espectadores e 2.500 pessoas fantasiadas. Créditos: Reuters/Yuya Shino

Além das ruas principais de Tokyo, outras cidades também entram na brincadeira com festas de rua.

Osaka e Kanagawa organizam celebrações. O Halloween é uma boa oportunidade para conhecer a vida noturna japonesa. Kawasaki também costumava fazer um evento com desfile de fantasias.

Lembrando que por conta da pandemia de coronavírus, aglomerações e festas com muitas pessoas não estão sendo feitas no Japão. Portanto, as comemorações anuais de Halloween estão temporariamente canceladas.

Com o avanço da vacinação da população, aos poucos eventos voltam a ser realizados adotando medidas de segurança com uso de máscara e distanciamento mínimo.

Os parques de diversões anunciaram programação de Halloween no Japão e a festa anual de Ikebukuro anunciou sua volta em 2021, mas sem detalhes divulgados até a redação deste artigo.

0 comentário em “Halloween no Japão: saiba tudo sobre esta data comemorativa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s