coronavírus no Japão Covid-19 no Japão Notícias notícias do Japão

Comitê Olímpico Internacional demonstra preocupação com Jogos Olímpicos sem torcedores internacionais

Entenda o panorama japonês sobre a realização das Olimpíadas de Tokyo e sobre o impasse sobre aceitação ou não de espectadores estrangeiros

Entre a necessidade dos patrocinadores, governo, investidores e competidores em realizar os Jogos Olímpicos de Tokyo no verão de 2021 e a realidade imposta pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 há um abismo.

Na quinta-feira (11), diversos membros do Comitê Olímpico Internacional alertaram ao Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tokyo sobre o potencial impacto negativo em banir torcedores internacionais nos estádios.

Governo central,  Comitê Organizador do Jogos Olímpicos de Tokyo e COI deverão decidir na semana que sobre a possibilidade da presença de torcedores estrangeiros no evento
Governo central, Comitê Organizador do Jogos Olímpicos de Tokyo e COI deverão decidir na semana que sobre a possibilidade da presença de torcedores estrangeiros no evento

Os organizadores do evento em Tokyo ainda não bateram o martelo em relação a possibilidade de o Japão aceitar estrangeiros para os Jogos Olímpicos, de acordo com o órgão, a decisão será tomada até o dia 25 de março, data em que a tocha Olímpica será acesa no Estádio Nacional.

Informações não oficiais indicam que a decisão já foi tomada nos bastidores e deverá impedir a entrada de estrangeiros no país por causa da pandemia. A perspectiva das autoridades é que o país de 126 milhões de habitantes conseguiu lidar bem com a doença com 444.975 infecções e 8.515 óbitos.

Dificuldades internas

Os números divulgados pelo Japão parecem ser promissores, e possivelmente sejam de fato. No entanto, existem variáveis importantes que precisam ser levadas em consideração como, por exemplo, o Japão ser o país desenvolvido que menos realiza testagens para a detecção do SARS-CoV-2.

O máximo de testes realizados na prefeitura Tokyo, uma prefeitura com uma população em torno de 13 milhões de habitantes gira em torno de 10 mil testes diários. Além disso, percentualmente a taxa de contaminação é alta.

Baixa testagem, vacinação lenta e novas variantes são ameaças a realização dos Jogos Olímpicos de Tokyo no verão de 2021
Baixa testagem, vacinação lenta e novas variantes são ameaças a realização dos Jogos Olímpicos de Tokyo no verão de 2021

Outro problema está com o ritmo lento que as vacinações estão acontecendo. Até a publicação desse artigo, pouco mais de 150 mil profissionais essenciais receberam a primeira dose dos imunizantes.

Especialistas de saúde do Japão alertam que no ritmo atual de vacinação, serão necessários 126 anos para imunizar toda a população japonesa, e os Jogos Olímpicos estão marcados para começarem no dia 23 de julho. Em outras palavras, nem talvez nem mesmo os japoneses possam assistir as competições.

Além disso, as contaminações na Região Metropolitana de Tokyo continuam aumentando apesar da extensão do estado de emergência, reflexo de um potencial aumento de infecções pelas novas variantes britânicas (B.1.1.7), brasileira (P.1) e sul-africana (E484K).

Mal estar e troca de farpas

Durante uma reunião online entre membros do COI e a presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tokyo, Seiko Hashimoto e o CEO do comitê, Toshiro Muto, os membros do COI cobraram uma decisão que respeitasse os espectadores e os atletas.

“Precisamos encontrar maneiras de lidar com as pessoas que reservaram e pagaram suas passagens, ingressos e acomodações para assistir aos Jogos Olímpicos e que agora talvez não possam viajar para Tokyo”, disse um dos membros do COI, Spyros Capralos.

CEO Toshiro Muto e presidente do Comitê Organizador dos Jogos de Tokyo Seiko Hashimoto fizeram uma reunião online com membros do COI para debater diversos pontos ainda em aberto
CEO Toshiro Muto e presidente do Comitê Organizador dos Jogos de Tokyo Seiko Hashimoto fizeram uma reunião online com membros do COI para debater diversos pontos ainda em aberto

Capralos frisou “E não se esqueçam que muitas dessas pessoas são parentes dos atletas”, opinião compartilhada por sua colega Gunilla Lindberg. “Entenderemos quaisquer decisões tomadas por vocês, mas as consequências de suas decisões afetarão pessoas no mundo inteiro. Talvez seja melhor tomar essa decisão o mais longe possível”, afirmou Lindberg.

Pelo lado japonês, Muto informou que: “A situação é desafiadora no Japão e em outros países no que diz respeito a disseminação de infecções. Se aceitarmos espectadores estrangeiros, será necessário tomar medidas extremamente cuidadosas e vigilante”, pontou.

Receita perdida

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tokyo não parece preocupado com o fato de não abrir suas portas para torcedores estrangeiros. Dos 7,8 milhões de ingressos colocados a venda, 70% (4,45 milhões) foi destinado a própria população japonesa.

É esperado que qualquer déficit na receita dos ingressos (U$ 800 milhões) poderá ser restituído pelo governo central. Porém, a questão de outros custos como hospedagem e passagens ainda não está claro, pois nenhuma decisão formal foi oficializada.

Maioria dos patrocinadores dos Jogos Olímpicos defendem que não há um plano B além da realização do evento
Maioria dos patrocinadores dos Jogos Olímpicos defendem que não há um plano B além da realização do evento

John Coates, supervisor do COI dos Jogos de Tokyo 2020 frisou: “Estamos examinando outras implicações da acomodação, além de implicações para os comitês olímpicos nacionais e federações internacionais que tem patrocinadores que podem ter comprado ingressos”.

“Essa será uma discussão contínua e muito urgente. Teremos que tentar resolver todas essas consequências com antecedência durante a próxima semana, mas estamos muito cientes da incerteza”, concluiu o supervisor.

Repercussão no Japão

Para além das esferas de poderes, há uma forte preocupação da sociedade japonesa em relação a realização dos Jogos Olímpicos de Tokyo em 2020, até mesmo alguns patrocinadores partilham dessa preocupação.

Diversas pesquisas já foram realizadas por entidades como a NHK, Kyodo News e Mainichi Shimbun que apontam que 80% da população são contrárias a realização do evento esportivo na capital japonesa.

Aproximadamente 80% das japoneses rejeitam tanto a realização dos Jogos Olímpicos de Tokyo quanto a presença de estrangeiros no país antes da crise sanitária ser superada
Aproximadamente 80% das japoneses rejeitam tanto a realização dos Jogos Olímpicos de Tokyo quanto a presença de estrangeiros no país antes da crise sanitária ser superada

Ao mesmo tempo, aproximadamente 80% dos japoneses também são contrários a entrada de estrangeiros no país enquanto a pandemia de coronavírus não for completamente controlada no mundo.

Ainda há muitas variáveis em andamento, como ritmo de vacinação no Japão, novas variantes uma possível quarta onda de COVID-19 causada por novas variantes para que qualquer decisão se torne definitiva.

0 comentário em “Comitê Olímpico Internacional demonstra preocupação com Jogos Olímpicos sem torcedores internacionais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s