Notícias do Japão
coronavírus no Japão Covid-19 no Japão Notícias notícias do Japão

Giro de notícias do Japão: 2 de março de 2021, terça-feira

Confira o relatório de novas infecções de coronavírus no Japão, mil doses de vacinas foram desperdiçadas por causa de freezer, Japão expande listas de países com restrições de quarentena, mulher de 60 anos morre com hemorragia cerebral e morte é investigada para ver se tem ligação com vacina da Pfizer e governadora de Tokyo alerta a população sobre relaxamento do estado de emergência e o perigo de um novo aumento de infecções

Em um único post, confira uma seleção de resumos das notícias do dia saídas e traduzidas dos principais portais de notícias no Japão. Confira temas de categorias diferentes, como política, entretenimento, sociedade e mais. Se atualize e saiba o que aconteceu no país de uma vez só em poucos minutos.

COVID-19 no Japão

Nesta terça-feira foram divulgados os dados sobre novos infectados pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 no Japão. Os dados são referentes aos testes realizados no dia 27 de fevereiro, sábado.

Tokyo conduziu 4.067 testes PCR no sábado em toda a prefeitura e confirmou 232 novos casos do novo coronavírus SARS-CoV-2, 111 casos a mais do relatado na segunda-feira (1), relativo aos testes conduzidos no dia 26, sexta-feira. Dos contaminados, 125 eram do sexo masculino e 107 do sexo masculino.

O Japão registrou nas últimas semanas baixo índice de contaminação por COVID-19 por 100 mil habitantes
O Japão registrou nas últimas semanas baixo índice de contaminação por COVID-19 por 100 mil habitantes

Em todo o território nacional foram confirmados 888 novos casos de COVID-19, dos quais 413 apresentaram sintomas graves e precisaram ser hospitalizados (54 em Tokyo). Foram registrados 60 óbitos relacionados a doença.

Além da prefeitura de Tokyo, as regiões mais afetadas pela pandemia foram Saitama (102), Chiba (87), Kanagawa (84), Osaka (81), Hyogo (44), Aichi (34) e Hokkaido (29).

Mais mil doses de vacinas foram desperdiçadas por mau funcionamento de freezer

O ministro da Saúde, Trabalho e Bem-Estar, Norihisa Tamura, informou nessa terça-feira que 172 frascos de imunizantes Pfizer-BioNTech foram perdidos por mau funcionamento na regulagem de temperatura de freezers.

Pode-se retirar seis doses de vacinas de cada frasco dos imunizantes, portanto 1.032 doses. O nome da empresa fabricante do freezer não foi revelado por Tamura.

Imunizantes Pfizer-BioNTech precisam ser armazenados a -75C° em freezers especiais
Imunizantes Pfizer-BioNTech precisam ser armazenados a -75C° em freezers especiais

Katsunobu Kato, Secretário-Geral do Gabinete, afirmou que o caso será investigado. “Responderemos o mais rápido possível ao que for necessário com base no resultado da investigação que será realizada”, disse Kato em coletiva de imprensa.

Além do mau funcionamento do freezer para o armazenamento dos imunizantes, o governo japonês também precisa lidar com a falta de seringas especiais para a retirada de seis doses de cada frasco para não haver desperdício.

Japão expande lista de países que deverão passar por quarentena extra ao entrar no país

O Japão anunciou nesta terça-feira, que passageiros vindos de 13 países precisarão passar por uma quarentena de 14 dias, mesmo apresentando resultado negativo de testes PCR no período de 72 horas.

As medidas das autoridades sanitárias foram tomadas para tentar conter a entrada de novas variantes do SARS-CoV-2, como a britânica B117, a sul-africana E484K e a brasileira identificada no estado de Manaus P1. Todas mais infecciosas e mais letais do que a cepa original.

Com o anúncio das autoridades japonesas nessa terça-feira, 13 países fazem parte da lista de quarentena especial. Foto por Philip Fong
Com o anúncio das autoridades japonesas nessa terça-feira, 13 países fazem parte da lista de quarentena especial. Foto por Philip Fong

Passageiros vindos da África do Sul, Alemanha, Áustria, Bélgica, Brasil, Dinamarca, EAU (Emirados Árabes Unidos), França, Itália, Irlanda, Israel, Holanda, Nigéria, Eslováquia, Suécia, Suíça e Reino Unido precisarão realizar 14 dias de quarentena ao entrar no Japão.

Com exceção de pessoas com autorização de ‘circunstância especial excepcional’, a regra vale tanto para estrangeiros, quanto para cidadãos japoneses. Apesar de apresentar baixa taxa de infecção da COVID-19, as complicações de novas variantes no país têm o potencial de criar a quarta e mais perigosa onda da doença.

Mulher vacinada no Japão morre

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar informou que uma mulher de cerca de 60 anos e sem comorbidades vacinada na sexta-feira com o imunizante Pfizer-BioNTech morreu.

A mulher foi vacinada e não apresentou nenhum sintoma de reação alérgica. A morte foi notificada no mesmo dia do anúncio do ministério e a causa foi, aparentemente, hemorragia subaracnóide (sangramento no espaço entre o cérebro e o tecido que cobre o cérebro).

Ainda não está claro se morte da mulher vacinada está ligado ao imunizante que ela recebeu
Ainda não está claro se morte da mulher vacinada está ligado ao imunizante que ela recebeu

De acordo com o ministério, ainda não está claro se há relação entre a vacinação e o óbito. No entanto, essa é uma péssima notícia que pode trazer ainda mais receio a uma das populações mais céticas em relação a vacinação entre os países industrializados e membros da OCDE.

O receio de efeitos colaterais das vacinas já levou ao fracasso de duas campanhas, da cachumba nos anos 90 e contra o HPV em 2013. Essa morte poderá aumentar o medo dos japoneses em serem imunizados.

Para que a pandemia seja controlada no país (e nos países do mundo), é necessário a vacinação entre 70% e 80% da população.

Governadora de Tokyo alerta sobre a saída da prefeitura do estado de emergência

As prefeituras de Tokyo, Kanagawa, Chiba e Saitama deverão sair do estado de emergência declarado e estendido pelo governo central nesse domingo, dia 7 de março. Apesar da boa notícia para as economias locais, a governadora de Tokyo, Yuriko Koike alertou a população.

Mesmo com a queda na taxa de infecção nas últimas semanas, Koike disse: “Pode não ser suficiente se não aumentarmos a marcha em mais um nível”, disse a governadora sobre a diminuição de casos.

Governadora de Tokyo Yuriko Koike expressou preocupação com o levantamento do estado de emergência que acontecerá no dia 7 de março, domingo
Governadora de Tokyo Yuriko Koike expressou preocupação com o levantamento do estado de emergência que acontecerá no dia 7 de março, domingo

Os quatro governadores estão em sintonia por causa da pressão no sistema de saúde que vive as quatro prefeituras. Motohiro Ono, governador de Saitama, disse que é difícil justificar o fim do estado de emergência com tão poucos leitos disponíveis aos que se infectam.

O governador de Chiba, Kensaku Morita, também instou os colegas a manterem-se atentos a novos focos de infecção. As preocupações conjuntas também estão em sintonia com especialistas da saúde, pois o fim do estado de emergência coincidirá na temporada das sakuras, um dos eventos mais importantes de todo o Japão.

Fontes: Japan Today, Kyodo News, Asahi Shimbun, Mainichi Shimbun, NHK, Nikkei

0 comentário em “Giro de notícias do Japão: 2 de março de 2021, terça-feira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s