Notícias do Japão
coronavírus no Japão Covid-19 no Japão Notícias notícias do Japão

Giro de notícias do Japão: 25 de fevereiro de 2021, quinta-feira

Confira o relatório sobre novas infecções de coronavírus no Japão, incêndio florestal se espalha até Gunma, aplicativo LGBTQIA+ para garantias de união estável é lançado, pilotos turcos que ajudaram Carlos Ghosn a fugir do Japão são condenados na Turquia, lei é reinterpretada para autorizar guarda-costeira japonesa atirar em navios estrangeiros

Em um único post, confira uma seleção de resumos das notícias do dia saídas e traduzidas dos principais portais de notícias no Japão. Confira temas de categorias diferentes, como política, entretenimento, sociedade e mais. Se atualize e saiba o que aconteceu no país de uma vez só em poucos minutos.

COVID-19 no Japão nas últimas 24 horas

Nesta quinta-feira foram divulgados os dados sobre novos infectados pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 no Japão. Os dados são referentes aos testes realizados no dia 22 de fevereiro, segunda-feira.

Tokyo conduziu 10.228 testes PCR no domingo em toda a prefeitura e confirmou 340 novos casos do novo coronavírus SARS-CoV-2, 127 casos a mais do relatado na quarta-feira (24) relativo aos testes conduzidos no dia 21, domingo. Dos contaminados, 180 eram do sexo masculino e 160 do sexo feminino.

Taxa de contaminação mantem-se baixa enquanto a imunização de profissionais de saúde segue pelo país
Taxa de contaminação mantem-se baixa enquanto a imunização de profissionais de saúde segue pelo país

Em todo o território nacional foram confirmados 1.025 novos casos de COVID-19, dos quais 487 apresentaram sintomas graves e precisaram ser hospitalizados (71 em Tokyo). Foram registrados 49 óbitos relacionados a doença.

Além da prefeitura de Tokyo, as regiões mais afetadas pela pandemia foram Kanagawa (119), Saitama (111), Chiba (107), Osaka (82), Hokkaido (43), Aichi (41) e Hyogo (36).

Novo incêndio florestal atinge Gunma

O incêndio florestal foi identificado no domingo em Ashikaga, prefeitura de Tochigi a 80 km ao norte de Tokyo por uma pessoa que realizava uma caminhada na região de trilhas. Até a quarta-feira, o fogo consumiu 76,5 hectares de floresta na região montanhosa.

Nessa quinta-feira, um novo foco de incêndio florestal foi registrado na cidade de Kiryu, prefeitura de Gunma, a 100km a noroeste de Tokyo. Por causa do fogo, um homem sofreu queimaduras e precisou ser hospitalizado.

Imagens do incêndio florestal em Kiryu captadas pela emissora estatal NHK
Imagens do incêndio florestal em Kiryu captadas pela emissora estatal NHK

Aparentemente não há conexões entre os incêndios de Ashikaga e Kiryu, no entanto, em ambas regiões não chove há tempos, o que deixa o tempo seco e suscetível a espalhar o fogo com mais facilidade.

Para atender a uma possível demanda, três centros de evacuação preparados com produtos desinfetantes e máscaras foram preparados. Ainda não se sabe as causas do incêndio, mas os bombeiros seguem combatendo o fogo.

App é lançado no Japão para casais LGBTQIA+ terem garantias de união estável

Uma organização não governamental de Tokyo, a Famiee Project, desenvolveu um app que emite um certificado a casais LGBTQIA+ e serve como um documento de união estável em um país onde o casamento ainda não é legalmente permitido.

App desenvolvido pela Famiee Project fornece certidões de união estável a casais LGBTQIA+
App desenvolvido pela Famiee Project fornece certidões de união estável a casais LGBTQIA+

Apesar de não ser um documento com registro válido e certificado pelo estado, a Famiee Project trabalhou para que uma série de companhias japonesas aceitem o documento para os casais usufruírem os mesmos direitos de casais heterossexuais.

Cerca de 40 companhias e grupos, como a Japan Airlines Co. e Mizuho Financial Group Inc. aceitarão o documento criado pelo app. O processo burocrático para os casais receberem o certificado será semelhante ao de uma abertura de uma conta bancária online.

Estrangeiros também poderão se casar digitalmente pelo app. Os documentos enviados pelos usuários serão protegidos pela tecnologia blockchain, e apesar do serviço ser gratuito, o aplicativo só está disponível para os sistemas iOS.

Mais de 40 empresas, corporações e companhias aceitarão a certidão não-oficial de união estável do app

“Queremos começar a mudar o que pudermos para que as famílias e casais do mesmo sexo possam ser reconhecidas como normais”, disse um funcionário da Famiee. A ONG segue buscando empresas que aceitem o documento para facilitar a vida de casais não binários.

Pilotos turcos que participaram da fuga de Carlos Ghosn são condenados na Turquia

A justiça turca determinou que os pilotos Novan Pasin e Bahri Kutlu Somek cumpram sentença de quatro anos de dois meses na prisão.

Os pilotos foram condenados por contrabandear ilegalmente um imigrante para a Turquia. Ambos alegaram não saber da presença de Ghosn no avião. Comissários de bordo tiveram as acusações retiradas e não enfrentarão prisão.

Pilotos envolvidos na fuga de Carlos Ghosn foram condenados a quatro anos e dois meses de reclusão
Pilotos envolvidos na fuga de Carlos Ghosn foram condenados a quatro anos e dois meses de reclusão

Os advogados dos pilotos entrarão com recurso por considerarem a sentença injusta uma vez que, os responsáveis por levar Ghosn de Istambul para Beirute foram absolvidos pela justiça turca.

Um dos pilotos, Novan Pasin declarou em entrevista: “Estamos sendo acusados de pilotar o avião. Não planejamos o voo. Foi a nossa empresa que planejou e organizou tudo, incluindo nos designando para esse voo.”

De acordo com a companhia MNG Jet, apesar de seus aviões terem sido utilizados na fuga de Ghosn, um funcionário falsificou os registros de voo e por isso o nome do ex-presidente da Nissan-Renault não apareceu nos registros.

Interpretação de lei japonesa autoriza guarda-costeira atirar em navios estrangeiros que violarem a ZEE

Uma lei japonesa que só permitia a guarda-costeira do país atirar em embarcações estrangeiras em caso de autodefesa ou fuga de emergência foi reinterpretada. Agora, eles podem atirar em quem violar a ZEE (Zona econômica exclusiva) do Japão.

A revisão da lei foi realizada como resposta a nova legislação de Beijing, que autoriza a guarda-costeira chinesa abrir fogo contra estruturas físicas de navios e embarcações (além de abordar e revistar) em regiões que considera sua.

Revisão de lei japonesa permite que guarda-costeira do país abrir fogo contra embarcações estrangeiras que violem a zona econômica exclusiva do Japão
Revisão de lei japonesa permite que guarda-costeira do país abrir fogo contra embarcações estrangeiras que violem a zona econômica exclusiva do Japão

É também uma resposta as constantes incursões da guarda-costeira nas ilhas Senkaku (região disputada entre os dois países). Essa é a primeira vez que uma lei dá poderes ostensivos para as forças de defesa do país.

Em um vídeo enviado ao simpósio de segurança do Indo-Pacífico, o primeiro ministro Yoshihide Suga alertou, sem citar a China, que a expansão militar e as tentativas de mudar o status quo pela força e coerção na região continua.

“Acredito firmemente que é uma ordem livre e aberta baseada no estado de direito, não é a força ou a coerção que trará praz e prosperidade para a região e para o mundo”, afirmou Suga em seu pronunciamento.

Fontes: Japan Today, Kyodo News, Asahi Shimbun, Mainichi Shimbun, NHK, Nikkei

0 comentário em “Giro de notícias do Japão: 25 de fevereiro de 2021, quinta-feira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s