Notícias do Japão
coronavírus no Japão Covid-19 no Japão Notícias notícias do Japão

Giro de notícias do Japão: 17 de fevereiro de 2021, quarta-feira

Confira o relatório de novas infecções de coronavírus no Japão, vacinação de profissionais de saúde começaram, temporada de febre do feno preocupa em meio a pandemia, político Takaki Shirasuka renuncia em meio a escândalo e ex diretor processa Anistia Internacional do Japão

Em um único post, confira uma seleção de resumos das notícias do dia saídas e traduzidas dos principais portais de notícias no Japão. Confira temas de categorias diferentes, como política, entretenimento, sociedade e mais. Se atualize e saiba o que aconteceu no país de uma vez só em poucos minutos.

COVID-19 no Japão nas últimas 24 horas

Nessa segunda-feira foram divulgados os dados sobre novos infectados pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 no Japão. São referentes aos testes realizados no dia 14 de fevereiro, domingo.

Tokyo conduziu 1.717 testes PCR no sábado em toda a prefeitura e confirmou 378 novos casos do novo coronavírus SARS-CoV-2, 28 casos a mais do relatado na terça-feira (16) relativos aos testes conduzidos no dia 13, sábado. Dos contaminados, 194 eram do sexo masculino e 184 do sexo feminino.

Usuários do sistema de transporte público com máscaras de proteção na saída da Osaka Station
Usuários do sistema de transporte público com máscaras de proteção na saída da Osaka Station

Em todo o território nacional foram confirmados 1.445 novos casos de COVID-19, dos quais 607 apresentaram sintomas graves e precisaram ser hospitalizados (87 em Tokyo). Foram registrados 101 óbitos relacionados a doença.

Além da prefeitura de Tokyo, as regiões mais afetadas pela pandemia foram Osaka (133), Chiba (130), Saitama (130), Kanagawa (115), Aichi (81), Hyogo (74), Fukuoka (65), Hokkaido (64), Shizuoka (32) e Gunma (28).

Japão inicia vacinação de profissionais de saúde apesar da falta de suprimentos

Meses após as grandes economias iniciarem suas campanhas de vacinação, o Japão começou a imunizar seus profissionais de saúde e outros trabalhadores que atuam na linha de frente no combate a pandemia.

Profissionais de saúde são vacinados no Japão nessa quarta-feira em mais de 100 localidades espalhadas pelo país. Foto por Behrouz Mehri
Profissionais de saúde são vacinados no Japão nessa quarta-feira em mais de 100 localidades espalhadas pelo país. Foto por Behrouz Mehri

Apesar da boa notícia, a imunização do país dependerá de como o país será abastecido por suprimentos, sejam eles em relação as seringas especiais ou por complicações nas exportações das fábricas das farmacêuticas na Europa.

Para além, o governo japonês insiste em realizar os Jogos Olímpicos de Tokyo no verão de 2021, no entanto, faltam apenas 5 meses para a eventual abertura e será necessário imunizar 80% da população para que o evento seja realizado de maneira segura.

No atual ritmo será praticamente impossível, afinal, existe a possibilidade da vacinação das pessoas a partir de 65 anos ser adiada quando o plano original era começar a imunização desse grupo de 36 milhões de pessoas no início de março.

Depois de imunizar 40 mil médicos(as) e enfermeiros(as), o Japão deverá imunizar 3,7 milhões de profissionais de risco antes começar a vacinar a população geral a começar pelos idosos a partir de 65 anos. Foto por Behrouz Mehri
Depois de imunizar 40 mil médicos(as) e enfermeiros(as), o Japão deverá imunizar 3,7 milhões de profissionais de risco antes começar a vacinar a população geral a começar pelos idosos a partir de 65 anos. Foto por Behrouz Mehri

Cerca de 40 mil profissionais entre médicos, enfermeiros e outros profissionais que lidam diretamente com o SARS-CoV-2 serão imunizados nessa primeira fase e deverão receber a segunda dose a partir de 10 de março.

Outros 3,7 milhões de trabalhadores que atuam na linha de frente sãos os próximos da fila seguido por japoneses e estrangeiros residentes com mais de 65 anos. Somente depois virá a vacinação para a população geral.

Temporada do feno será desafiador em meio a pandemia

A temporada de feno começou oficialmente no Japão no domingo (14) em 34 das 47 prefeituras do Japão. Isso significa belas paisagens, sofrimento aos alérgicos e desafios durante a terceira onda de COVID-19 no país.

Algumas pessoas optam por proteções maiores para não sofrer com a temporada de pólen no Japão
Algumas pessoas optam por proteções maiores para não sofrer com a temporada de pólen no Japão

Embora a situação se torne mais crítica no final de março, quando é primavera no hemisfério norte, a preocupação com mais infecções por SARS-CoV-2 já estão em alta por causa da quantidade de pólen no ar.

É durante a temporada da Febre do Feno que inevitavelmente muitas pessoas coçam os olhos, tossem e limpam o nariz, o que aumenta consideravelmente os riscos de infecção.

Além disso, deixar as portas e janelas abertas para a circulação de ar significa o aumento da quantidade de pólen no ambiente, ou seja, mais contato das mãos nos olhos, nariz e boca.

Nuvem de pólen dos cedros do Japão durante o período da primeira
Nuvem de pólen dos cedros do Japão durante o período da primeira

A quantidade esperada de pólen é menor que a média dos últimos 10 anos, no entanto será maior do que em 2020. Algumas regiões como Toyama, Ishikawa, Fukui, Gifu, Aichi, Hiroshima e Oita é previsto o dobro em relação ao ano de 2020.

As únicas regiões onde são esperados quantidade inferior de pólen são Hokkaido, Aomori e Okinawa. São recomendados o uso de óculos para reduzir o contato dos olhos com o pólen e o uso ainda mais constante de álcool gel.

Takaki Shirasuka do LDP renuncia por quebrar as regras do estado de emergência em hostess bar

O escândalo protagonizado por membros do LDP em hostess bar foi noticiado pela primeira vez no dia 27 de janeiro de 2021 pelos periódicos Shukan Shincho e Shukan Bunshun, uma quarta-feira de desgaste para a impopular gestão de Yoshihide Suga na condução da pandemia de coronavírus no Japão.

No dia 1°de fevereiro, segunda-feira, o então secretário-geral da coalizão Komeito, Kiyohiko Toyama, que também foi flagrado em um hostess bar desrespeitando as regras do estado de emergência renunciou ao cargo.

Coletiva de imprensa para a renúncia de Takaki Shirasuka na quarta-feira (17)
Coletiva de imprensa para a renúncia de Takaki Shirasuka na quarta-feira (17)

Nessa quarta-feira foi a vez do parlamentar da Câmara Baixa da Dieta, Takaki Shirasuka de 45 anos renunciar ao cargo. “Peço desculpas do fundo do meu coração por ter visitado o local durante o estado de emergência”, afirmou Shirasuka na coletiva de sua renúncia.

De acordo com relatos do Shukan Bunshun, o parlamentar ainda foi visto no dia 10 de fevereiro, quarta-feira, acompanhado por uma mulher em um restaurante francês até 20:20, ou seja, após estado de emergência entrar em vigor no distrito de Akasaka.

Depois de sair do restaurante, o parlamentar e sua acompanhante foram de táxi para o distrito de Azabu-Jūban onde permaneceram das 20:30 às 22:00. No entanto, o parlamentar não comentou as afirmações do periódico na coletiva de imprensa.

Ex-diretor da Anistia Internacional do Japão processa o órgão

O ex-diretor da Anistia Internacional do Japão, Taro O’Sullivan de 62 anos, processou o órgão no Tokyo District Court em JP¥ 5 milhões (R$ 255.518,22) além de exigir que sua demissão seja anulada.

No processo levantado pelo americano, ele alega ter sido forçado a fornecer relatórios em japonês, porém, O’Sullivan afirma que seus contratantes sabiam que ele não conseguia ler ou escrever no idioma, apenas dominava a nível de conversação.

Taro O'Sullivan, estadunidense e filho de uma mulher japonesa ainda diretor da Anistia Internacional do Japão em 2017
Taro O’Sullivan, estadunidense e filho de uma mulher japonesa ainda diretor da Anistia Internacional do Japão em 2017

Como resultado da pressão, o ex-diretor foi diagnosticado com depressão. Taro foi contratado em março de 2017 e foi diagnosticado com depressão em setembro do mesmo ano, o que o impossibilitou de continuar o trabalho.

A Anistia Internacional do Japão afirmou que o contrato com O’Sullivan foi rescindido. Além do órgão, o ex-diretor também está processando Kaori Shoji, professor da Gakushuin University que era o presidente do órgão na época.

Fontes: Japan Today, Kyodo News, Asahi Shimbun, Mainichi Shimbun, NHK

0 comentário em “Giro de notícias do Japão: 17 de fevereiro de 2021, quarta-feira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s