Notícias do Japão
coronavírus no Japão Covid-19 no Japão Notícias notícias do Japão

Giro de notícias do Japão: 20 de janeiro de 2021, quarta-feira

Covid-19 no Japão das últimas 24 horas, pandemia revelou abismo social, hospitais estão recusando pacientes com coronavírus por causa de leitos e queda de 87,1% no turismo

Em um único post, confira uma seleção de resumos das notícias do dia saídas e traduzidas dos principais portais de notícias no Japão. Confira temas de categorias diferentes, como política, entretenimento, sociedade e mais. Se atualize e saiba o que aconteceu no país de uma vez só em poucos minutos.

COVID-19 no Japão nas últimas 24 horas

O Ministério da Saúde, Trabalho e Previdência do Japão divulgou nessa quarta-feira novos dados. No total, foram 5.521 novos infectados pelo novo coronavírus SARS-CoV-2. Esses dados correspondem aos testes conduzidos no domingo (17).

Tokyo segue sendo a cidade mais afetada pela pandemia com 1.274 confirmações, dos quais 485 estão entre a faixa etária de 20 a 39 anos e 113 com menos de 20 anos.

Mulher japonesa com máscara
Mulher japonesa com máscara transita em meio a pandemia do novo coronavírus SARS-Cov-2

As regiões mais afetadas depois da capital japonesa são Kanagawa (716), Osaka (506), Saitama (411), Chiba (397), Hyogo (296), Fukuoka (277), Aichi (246), Hokkaido (164), Kyoto (123), Okinawa (111), Ibaraki (85), Shizuoka (76), Hiroshima (57), Gifu (55), Gunma (52), Nagano (49), Miyagi (45) e Tochigi (44).

Ainda na quarta-feira, a emissora estatal NHK transmitiu uma informação a partir de um funcionário anônimo do governo japonês: as vacinações no país começariam a partir de maio.

No entanto, Taro Kano, ministro da reforma administrativa e responsável pelo programa de vacinação no Japão afirmou que a informação é falsa e pediu que a emissora não divulgasse de forma leviana um calendário que ainda não existe.

Pandemia revela abismo social no Japão

Todos os países “descobriram” uma população enorme de pessoas que não são pobres o suficiente para ser assistida por programas sociais, mas que provavelmente precisarão trabalhar até o último dia de suas vidas para continuarem com um teto e ter comida na mesa.

Pobreza afeta japoneses em meio a pandemia de coronavírus
Posto de distribuição de alimento para pessoas afetadas pela pandemia do novo coronavírus no Japão

Não é uma novidade que, apesar de ser a terceira maior economia do mundo, contar com excelente infraestrutura e bons serviços públicos, de acordo com a UNICEF, uma em cada sete crianças vivem abaixo da linha da pobreza, a taxa mais alta dos países desenvolvidos.

São mais de 10 milhões de pessoas que vivem com menos de JP¥ 2 milhões (R$ 102.226,04) por ano. Se para os padrões brasileiros parece ser uma quantia confortável, no Japão é pouco, pois o custo de vida no país é muito elevado, especialmente aluguel e alimentação.

Pobreza se agrava no Japão em meio a pandemia do novo SARS-CoV-2
Homem se identifica como “Yuichiro” e carrega uma sacola de comida entregue pela ONGMoyai Support Centre for Independent Living. Foto por Philip Fong em 9 de janeiro 2021

Além disso, 40% da força de trabalho japonesa se encontra em trabalhos informais, um sexto do país vive no que é entendido como pobreza relativa, ou seja, vivem com renda inferior a média nacional.

Agora que o Japão enfrenta a terceira onda da COVID-19 e sem uma vacinação no horizonte, muitos japoneses se perguntam como conseguirão comer já que muitos dos programas de assistência do governo é destinada aos que têm filhos.

Coronavírus pressiona sistema de saúde no Japão e hospitais recusam ambulâncias

Até o dia 17 de janeiro, profissionais de resgate de ambulância registraram 3.317 casos em que hospitais não foram capazes de receber novos pacientes com sintomas de COVID-19.

Nas ocasiões, a simples menção de sintomas de febre foi o suficiente para três recusas e uma espera mínima de meia hora até encontrar um leito para o paciente.

Sistema de saúde do Japão se encontra pressionado com novos casos de COVID-19
Serviço de emergência do Japão enfrenta dificuldades para encontrar leitos para pacientes com sintomas de COVID-19

Os incidentes foram registrados desde o final de 2020 pelo Corpo de Bombeiros do Japão e pela Agência de Gestão de Desastres. Em dezembro de 2020 houveram 1.410 casos onde os profissionais tiveram dificuldades para encontrar um leito.

Portanto, o aumento superior a 100% em encontrar uma vaga para os doentes faltando 14 dias para o fim do mês de janeiro traz sérias preocupações em como o sistema de saúde e os profissionais de saúde do Japão suportarão a terceira onda do SARS-CoV-2.

Os dados apresentam a seguinte tendência: 3,26 vezes em Yokohama, 2,36 vezes na cidade de Chiba, 3,45 vezes na cidade de Saitama; 1,56 vezes em Osaka, 3,38 vezes em Nagoya, e 3,14 vezes em Fukuoka.

Japão teve queda vertiginosa no número de turistas em 2020

O setor de turismo é um importante motor para a economia japonesa, mas com a pandemia e todas as restrições, o país assistiu a uma queda praticamente surreal de 87,1% no volume de visitantes.

Em 2019, o Japão recebeu 31,8 milhões de visitas, além disso, o governo mirava 40 milhões de visitantes com os Jogos Olímpicos de Tokyo e 60 milhões de turistas estrangeiros até 2030.

Queda recorde de 87,1% no turismo no Japão
Turista estrangeiro em aeroporto japonês com movimento atípico devido as restrições da pandemia

No entanto, apenas 4,12 milhões de estrangeiros visitaram o país em 2020. No mês de maio, por exemplo, a queda de visitas foi de 99,9%, de acordo com a Agência de Turismo do Japão.

As autoridades japonesas não desistiram de fazer do país uma potência na indústria do turismo e pretende abrir centros de saúde para estrangeiros para receber pequenos grupos de turistas gradativamente.

0 comentário em “Giro de notícias do Japão: 20 de janeiro de 2021, quarta-feira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s