Mesa de trabalho com notebook, celular, jornal e materiais de escritório
coronavírus no Japão Covid-19 no Japão Notícias notícias do Japão

Giro de notícias do Japão: 17 de janeiro de 2021, domingo

Evolução dos casos de Covid-19 no Japão das últimas 24 horas, casos de suicídio aumentaram em 16%, Grande Terremoto de Hanshin foi lembrado e acordo entre EUA e Japão para construir observatório na lua

Em um único post, confira uma seleção de resumos das notícias do dia saídas e traduzidas dos principais portais de notícias no Japão. Confira temas de categorias diferentes, como política, entretenimento, sociedade e mais. Se atualize e saiba o que aconteceu no país de uma vez só em poucos minutos.

COVID-19 no Japão nas últimas 24 horas

A pandemia de coronavírus no Japão segue aumentando com a terceira onda de contaminação, isso porque boa parte do país enfrenta um rigoroso inverno, o que aumenta consideravelmente o número de contágios.

Embora os números não sejam altos comparados aos três principais focos da doença no mundo, isto é, EUA com 29.923.474 casos confirmados, Índia com 10.557.985 e Brasil com 8.488.099, especialistas em saúde afirmam que o governo foi ineficiente na testagem.

Isso levanta questões às autoridades sobre a situação real do Japão que até o domingo contabilizou 330.680 contaminados e 4.304 mortes confirmadas pelo SARS-COV-2.

Autoridades de Tokyo durante pandemia de COVID-19
Autoridades do governo metropolitano de Tokyo solicitando aos cidadãos para ficarem em casa devido ao novo coronavírus SARS-COV-2

Mesmo com poucos óbitos registrados (49 nas últimas 24 horas), as novas contaminações já estão sobrecarregando o sistema de saúde do país.

Em Tokyo, 81% dos leitos destinados aos casos de COVID estavam ocupados na quarta-feira (13). Em Yokohama 96% dos leitos estão ocupados.

Nesse domingo, a capital japonesa registrou 1.592 novos casos, em sua maioria entre pessoas de 20 a 39 anos. O país registrou 5.759 novos casos.

Depois de Tokyo, as regiões mais afetadas foram Kanagawa (795), Ossaka (464), Saitama (433), Chiba (428), Fukuoka (300), Hyogo (289), Aichi (218), Kyoto (154), Hokkaido (124), Ibaraki (89), Okinawa (89), Shizuoka (67), Tochigi (54), Gunma (54), Gifu (52), Nagano (52), Kumamoto (40) e Miyagi (40).

Segunda onda de COVID-19 causou aumento de 16% nos casos de suicídio no Japão

Desde o início da pandemia, uma série de fatores envolvendo solidão, falta de perspectiva, perca de emprego e renda gerou um aumento violento de suicídios no Japão.

Enquanto o país enfrenta a terceira onda da doença, pesquisadores da Universidade de Hong Kong e do Tokyo Metropolitan Institute of Gerontology perceberam um aumento de 16% em suicídios entre julho e outubro.

Suicídio no Japão aumenta durante pandemia
Aumento de suicídios no Japão é particularmente mais preocupante entre mulheres, crianças e adolescentes

A situação é particularmente dramática para mulheres e jovens. Entre as mulheres, a taxa de suicídio cresceu 37%, ou seja, cinco vezes a mais em relação aos homens. Entre crianças e adolescentes o aumento foi de 49% entre novembro de 2016 a outubro de 2020.

Doenças mentais como depressão e ansiedade são consideradas por especialistas em saúde mental (psiquiatras) como o mal do século XXI.

Clique aqui para conferir os telefones de contato para a prevenção ao suicídio no Japão. No Brasil, ligue para o CVV discando 188.

Grande Terremoto de Hanshin marca 26 anos no domingo

Uma das maiores catástrofes da história recente do Japão, o Grande Terremoto de Hanshin marcou o 26° aniversário e foi lembrado pelos japoneses mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus.

O violento abalo sísmico de 7.3 graus na escala Richter aconteceu na madrugada do dia 17 janeiro de 1995 na prefeitura de Hyogo às 05:46. Além da destruição material surreal, o tremor ceifou 6.434 pessoas.

Para homenagear as vítimas da tragédia, 6.434 lanternas foram acesas na noite do sábado (16) com a palavra Ganbaru (頑張る) – façamos o nosso melhor – no parque Higashi Yuenchi, Chuo War em Kobe.

No domingo, uma homenagem com flores e orações no parque e na escola primária de Seido, local que serviu de abrigo para as muitas vítimas durante duas semanas após o terremoto, aconteceram no horário do tremor de 26 anos atrás e ao longo do dia.

Japão e EUA fecham acordo para construção de um posto de observação na Lua

Nesse domingo 17, o Japão e os EUA formalizaram um acordo que prevê a construção de um posto avançado na órbita lunar até 2024.

Além dos dois países, a Agência Espacial Europeia e a Agência Espacial Canadense também terão participação. O objetivo será levar a primeira mulher ao satélite natural da terra em 2024 e montar uma base para a exploração comercial para os parceiros até 2028.

Japão e EUA fazem acordo para exploração lunar
Concepção artística de exploração lunar

A Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial fornecerá conhecimento técnico para a construção da base, bem como o fornecimento de dispositivos de suporte de vida, sistema de controle ambiental, equipamento de ar condicionado e baterias para o fornecimento de energia.

O projeto está sob o programa Artemis da NASA e também permitirá que astronautas japoneses façam parte da tripulação que será enviada regularmente a partir de 2024.

0 comentário em “Giro de notícias do Japão: 17 de janeiro de 2021, domingo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s