Giro de notícias do Japão
coronavírus no Japão Covid-19 no Japão Notícias notícias do Japão

Giro de notícias do Japão: 16 de janeiro de 2021, sábado

Confira o relatório de novas infecções de coronavírus no Japão das últimas 24 horas, desastre ambiental causado por petroleiro japonês, proposta de multa para quem violar medidas de contenção da COVID-19, novo pacote de subsídio para bares e restaurantes e exame nacional começou

Em um único post, confira uma seleção de resumos das notícias do dia saídas e traduzidas dos principais portais de notícias no Japão. Confira temas de categorias diferentes, como política, entretenimento, sociedade e mais. Se atualize e saiba o que aconteceu no país de uma vez só em poucos minutos.

COVID-19 no Japão nas últimas 24 horas

O sistema de saúde do Japão vem sendo cada vez mais pressionado com a segunda onda da COVID-19 no país.

De acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde, Trabalho e Previdência, 30.208 pessoas estão se recuperando do coronavírus em casa.

Além disso, na semana passada haviam 14.806 pessoas contaminadas nos hospitais japoneses, 7.781 em hotéis e outras instalações para manter o isolamento e não propagar a infecção.

Japoneses transitando em meio a pandemia do novo coronavírus
Japoneses transitam em meio a pandemia do novo SARS-COV-2

Porém, foram confirmados mais 7.014 contaminados em todo o país. Em Tokyo foram 1.809 infectados com alta nos casos entre a população economicamente ativa, ou seja, entre 20 a 39 anos.

Casos críticos em todo o Japão que necessitaram de internações saltou para 965. Além disso, 56 pessoas morreram por conta de complicações causadas pelo SARS-COV-2.

Outras regiões também registraram novas contaminações: Kanagawa (830), Osaka (629), Saitama (582), Chiba (503), Fukuoka (411), Aichi (323), Hyogo (265), Hokkaido (192), Kyoto (140), Okinawa(130), Ibaraki (106), Tochigi (96), Gunma (90), Gifu (89), Shizuoka (86), Kumamoto (78), Nagano (61) e Miyagi (44).

Limpeza de petróleo derramado por petroleiro japonês na costa das Ilhas Maurício se aproxima do fim

Seis meses após o trágico derramamento de petróleo causado por um petroleiro da Nagashiki Shipping Co. com sede em Okayama, a retirada do óleo da costa das Ilhas Maurício se aproxima do fim.

Desastre ambiental nas Ilhas Maurício causa por petroleiro japonês
Petróleo sendo retirado por técnico japonês nas Ilhas Maurício, um dos locais mais paradisíacos do mundo

Mais de mil toneladas de óleo foram derramados na então preservada natureza do arquipélago. Em comunicado, a Nagashiki Shipping Co. disse que todo o óleo visível foi retirado.

No entanto, assim como aconteceu com um petroleiro grego que derramou óleo na costa do Brasil em 2019, o desastre ambiental nas Ilhas Maurício afetou o manguezal da região, um ambiente extremamente difícil de ser recuperado.

Petróleo sendo retirado de mangue nas Ilhas Maurício
Petróleo sendo retirado de mangue das Ilhas Maurício por especialista ambiental japonês

Mangues são biomas altamente complexos e abrigam uma vasta quantidade de seres vivos. Para tentar reverter o dano e retirar por completo o petróleo dos mangues afetados, o Japão enviou uma equipe de especialistas para o local.

As autoridades das Ilhas Maurício prenderam o capitão do petroleiro e o primeiro-oficial do navio. Eles são acusados de negligência e segundo a acusação, o acidente aconteceu quando o capitão manobrou o navio para conseguir sinal de celular.

Governo japonês estuda punições contra quem violar as medidas contra o COVID-19

O primeiro ministro japonês Yoshihide Suga e sua administração está preparando uma série de medidas punitivas para quem violar as medidas de contenção do novo coronavírus no Japão.

Entre as propostas que serão apresentadas a Dieta na próxima semana estão multas que podem chegar a JP¥ 1 milhão (R$ 50.954,14) e até um ano de reclusão por quem se recusar a ser hospitalizado.

Legisladores japoneses
Legisladores japoneses se debruçam sobre novas leis punitivas aos que desobedeceram as medidas contra a pandemia que será apresentada semana que vem na Dieta

Já empresas que não cumprirem as regras do estado de emergência declarado em 11 das 47 prefeituras do país enfrentarão multas de JP¥ 500 mil (R$ 25.477,07) ou até o fechamento do estabelecimento.

No entanto, especialistas da área da saúde e partidos de oposição se mostraram preocupados com a aplicação de sansões contra os cidadãos e empresas.

O debate é o limite entre o bem-estar público e as liberdades individuais garantidas pela constituição do país.

Japão anuncia novo pacote de estímulo a economia para o setor alimentício

O governo japonês anunciou mais um pacote de auxílio financeiro ao setor alimentício (bares e restaurantes) devido a segunda onda do coronavírus.

O subsídio será fornecido aos estabelecimentos que pararem de servir bebida alcóolica às 19:00 e fechar as portas às 20:00.

Rua japonesa de bares e restaurantes
Novo pacote de auxílio financeiro será liberado a bares e restaurantes que respeitarem o estado de emergência

No total, JP¥ 741,8 bilhões (R$ 37.797.783.054,86) serão investidos para que as prefeituras sejam capazes de pagar JP¥ 60 mil (R$ 3.057,25) diários aos que estão habilitados a receber o subsídio.

Para responder aos desafios econômicos do ano fiscal de 2021 que se inicia em abril, o governo reservou JP¥ 11,5 trilhões (R$ 585.972.641.050,00) e ainda conta com mais um fundo de JP¥ 5,66 trilhões (R$ 288.400.447.682,00) que ainda não foram utilizados no ano fiscal de 2020.

Exames universitários acontecem e acontecerão em meio a pandemia no Japão

O exame nacional para 866 instituições de ensino superior no Japão começou nesse sábado (16) e terá conclusão amanhã. A segunda etapa para alunos do terceiro ano acontecerá nos dias 30 e 31 de janeiro apesar da pandemia do novo coronavírus.

Organizador com caderno de provas
Cadernos de provas sendo distribuídas aos candidatos a uma vaga universitária no sábado 16/01

Serão 535.245 candidatos realizando provas de história, geografia, japonês, línguas estrangeiras e educação cívica no dia 30 e ciências e matemática no dia 31 em 681 diferentes locais de todo o país.

Os organizadores alegam que todos os cuidados para a prevenção de novas infecções estão sendo realizadas. Será exigido o uso de máscaras, álcool em gel além de boa ventilação nos locais de prova.

Candidatas ao exame para universidades japoneses estudam em fila com distância de um metro

Aqueles que não puderem comparecer nesse fim de semana ou nos dias 30 e 31 terão a oportunidade de realizar uma prova adicional nos dias 13 e 14 de fevereiro.

0 comentário em “Giro de notícias do Japão: 16 de janeiro de 2021, sábado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s