Hayabusa2 coleta amostra de asteroide Ryugu
Notícias tecnologia

Hayabusa2 segue em nova missão depois de coletar material de asteroide Ryugu

Cápsula com areia do asteroide Ryugu cairá na Austrália na madrugada de sábado. Hayabusa2 já saiu em outra missão que acabará em 2026

Segundo notícias do NHK, os cientistas japoneses da JAXA (Japan Aerospace Exploration Agency) conseguiram lançar com sucesso uma cápsula do Hayabusa 2 de volta a atmosfera da Terra com areia coletada do asteroide Ryugu. A previsão é que ela caia ao sul da Austrália em uma área de deserto às 2:30 (fuso do Japão).

É esperado que um time do JAXA coletará a cápsula quando ela cair em solo australiano.

Se a missão for bem sucedida será a segunda vez que os cientistas japoneses conseguirão coletar material do asteroide. Da primeira vez, há dez anos, os cientistas analisaram apenas um milionésimo de grama de areia.

Ryugu

Asteroide Ryugu

O asteroide Ryugu está localizado a 180 milhões de quilômetros de distância da Terra.

Asteroide Ryugu
Créditos: JAXA

Os asteroides são de grande valia para estudos do tipo, pois eles são como cápsulas de tempo.

Superfície do asteroide Ryugu

“O que nós queremos é saber qual o processo que moldou o sistema solar”, disse Eri Tatsumi, um cientista planetário da Universidade de Laguna na Espanha que tem trabalhado diretamente com o Hayabusa 2.

Tomokatsu Morota, um cientista planetário da Universidade de Tokyo, liderou um time que estudou a superfície do asteroide Ryugu através de câmeras no Hayabusa 2.

O time notou alterações na superfície que são indícios de queimaduras solares. “Isso sugere que o asteroide entrou em órbita perto do sol”. Por isso, uma análise dos fragmentos ajudará a confirmar se isso aconteceu ou não.

Hayabusa 2

O Hayabusa 2 foi lançado há seis anos no dia 3 de dezembro de 2014 e chegou ao asteroide em julho de 2018. O material foi coletado através de três pequenos veículos espaciais.

Nova missão

Após a separação da cápsula, os cientistas mandaram o Hayabusa2 para outra missão ao asteroide 2001 CC21 com previsão de chegada em julho de 2026.

A agência japonesa JAXA ainda tem planos de lançar uma missão até a lua de Marte chamada Phobos e será liderada por um time novo de cientistas e engenheiros da nova geração.