Táxi no Japão
Destaques Notícias

Taxistas de Tóquio recebem permissão para recusar clientes sem máscara

Empresas fizeram apelo para mudar lei de trânsito para proteger motoristas e passageiros

Em mais uma decisão para tentar desacelerar os casos de coronavírus no Japão, o ministro do transporte divulgou que os taxistas da maior megalópole do mundo poderão se negar a fazer corridas se o passageiro não estiver de máscara facial.

Segundo as leis de trânsito japonesas, os profissionais não podiam negar o transporte de passageiros a menos que esses estivessem visivelmente intoxicados, apresentassem comportamento violento com o motorista, entre outras circunstâncias.

Apelo foi ouvido

O pedido para negar corridas a passageiros sem máscara facial partiu das empresas de táxi para proteção dos motoristas, já que um cliente bêbado ao falar alto dentro do carro pode aumentar as chances de infecção não só a quem dirige, mas a próximos passageiros.

Na falta do acessório que se tornou essencial na pandemia, o motorista pode abrir uma exceção se houver forte justificativa.

Tóquio possui ao total 31,624 casos confirmados e nos últimos sete dias (29/11 a 04/11), os números permaneceram abaixo dos 200 casos.

Fontes: Mainichi Shimbun