Advogados do LDP desistem de fazer alteração na lei de imigração no Japão
Notícias notícias do Japão Política Sociedade

Japão desiste de alteração em lei de imigração após críticas por morte de imigrante do Siri Lanka

Tentativa em alterar lei estava sendo criticada por violar leis internacionais

O Japão desistiu na terça-feira, 18/05/21, de alterar a lei de imigração que vinha causando polêmica entre os defensores de direitos humanos, segundo a agência de notícias Reuters.

Membros do partido democrata liberal (LDP) estavam tentando fazer mudanças na lei. Segundo a proposta de alteração, os imigrantes que tivessem a terceira negativa em conseguir status político de refugiado poderiam ser deportados para seu país de origem.

Segundo os advogados do LDP, o objetivo seria resolver o problema de detenções prolongadas nos centros de imigração.

Muitos estrangeiros acabam passando longas temporadas detidos nos centros em um impasse, pois sem o status de refugiado não podem ficar no Japão, mas também não podem ser enviados de volta ao seu país por causa das leis internacionais.

Desde o anúncio da intenção dessa alteração, representantes dos direitos humanos, advogados e imigrantes no Japão protestavam.

Japoneses protestam contra proposta de alteração de lei de imigração no Japão
Créditos da imagem: Nikkei Asia

Forçar o envio destes imigrantes é considerado ilegal, além disso, muitos fugiram de países em conflito por motivos de guerra civil ou embates políticos graves.

A discussão chegou ao fim neste mês de maio, pois a morte de uma imigrante do Siri Lanka em março despertou fortes críticas da opinião pública, da mídia japonesa e internacional.

Wishma Sandamali tinha 33 anos e estava detida no centro de imigração em Nagoya. Ela reclamava de dores no estômago e outros sintomas desde janeiro.

Família de Wishma Sandamali no Japão
Familiares de Wishma Sandamali dão entrevista no Japão. Créditos da imagem: alkhaleejtoday

Ela procurou a polícia no mês de agosto, pois estava sendo vítima de violência doméstica. No entanto, foi presa por causa de complicações com seu visa.

Desde sua morte, as críticas aumentaram e o partido do Primeiro-Ministro Yoshihide Suga desistiu de fazer a alteração na lei de imigração japonesa.

Além disso, a popularidade de Suga caiu 33% conduzida pela agência Jiji por conta de sua atuação na crise da pandemia de coronavírus.

Leia também

Revisão nas leis de imigração causam protestos no Japão

Créditos imagem principal: Mainichi

0 comentário em “Japão desiste de alteração em lei de imigração após críticas por morte de imigrante do Siri Lanka

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s