Loja de CDs no Japão em Shibuya
Notícias

Consumo no Japão: pessoas trocam CDs no Japão por streaming

Japoneses ainda compravam CDs na segunda maior indústria fonográfica lucrativa mundial

Em 2019, 70% das vendas da indústria fonográfica ainda era composta pelas vendas de CDs no Japão. No entanto, com a pandemia de coronavírus esse comportamento está mudando. As mídias estão sendo substituídas pelos downloads via internet usando serviços de streaming.

CDs no Japão

Interior da loja de CDs no Japão Tower Records
Tower Records Julho 1, 2013. Créditos: Yuriko Nakao/Bloomberg

Até alguns anos, o percentual de vendas online de música era menor que 10%, mas apenas em 2020 já excedeu os 20%, segundo analista da empresa Ender Analysis.

A indústria fonográfica japonesa é a segunda mais lucrativa do mundo ficando apenas atrás dos Estados Unidos. É um mercado que vale quase U$ 3 bilhões a cada ano.

A maior revedendora de CDs no Japão, a Tower Records Japan, possui quase 80 lojas no país já sofreu as consequências da pandemia. As pessoas evitaram sair de casa, os shows foram cancelados e novos lançamentos adiados.

No entanto, um representante da empresa, Tatsuro Yagawa, não pensa que as pessoas pararão de comprar CDs após a pandemia acabar.

“Os fãs de música gostam de comprar CDs para mostrar apoio aos seus artistas favoritos. Eu não acho que as pessoas irão parar de comprar CDs.”