Deslizamento Shizuoka das chuvas torrenciais de julho
Notícias notícias do Japão Sem categoria

Shizuoka sofre com chuva torrencial e sofre deslizamento devastador

Choveu em 48 horas o previsto para o mês todo em Atami. 20 pessoas estão desaparecidas e duas morreram

Um grande deslizamento de terra atingiu a prefeitura de Shizuoka no sábado, 03/07, segundo o NHK. O momento foi captado em vídeo por alguns residentes e postados nos principais veículos de notícias do país e nas redes sociais.

O deslizamento impressiona quando um rio transborda arrastando casas, postes, carros e pessoas rua abaixo.

Até o momento, 20 pessoas estão desaparecidas, duas foram encontradas mortas no mar da cidade de Atami e cerca de dez ligações foram feitas de pessoas que estão presas em suas casas.

Segundo o prefeito de Atami, cerca de 100 a 300 casas foram afetadas pelo desastre. O fenômeno ocorreu pela manhã, cerca de 10:30 no distrito de Izusan onde lama, água e terra inundaram por cerca de 1 km.

Vista aérea do deslizamento em Shizuoka
Vista aérea do deslizamento que atingiu distrito de Izusan em Shizuoka

Casas foram arrastadas e as ruas ficaram intransitáveis. Policiais, corpo de bombeiro e a Força de Defesa do Japão estão realizando buscas na região pelas pessoas desaparecidas.

Chuvas muito fortes têm atingido o Japão nos últimos dois dias. Os oficiais da cidade emitiram alertas de evacuação para cerca de 20.000 residências após o deslizamento. As pessoas estão sendo orientadas a buscar segurança e sair dos locais em risco.

2.830 casas estavam sem energia às 14 horas, segundo a companhia de rede elétrica de Tokyo. Os entulhos do deslizamento chegaram até a costa vizinha, segundo as autoridades de Atami.

Lama cobre ruas do distrito de Izusan em Shizuoka após deslizamento

Um residente da área que está em risco contou a reportagem do NHK que ele foi para um local mais alto após um deslizamento ocorrer perto de onde estava.

Outro disse que ele ouviu o deslizamento, logo depois, casas, carros e postes foram devastados pela força da água e terra.

Segundo reportagem do Japan Times, o morador de 70 anos, Masaru Isei, vive cerca de 50 metros do local onde ocorreu o grande deslizamento afirmou que ouviu um forte barulho de chuva forte às 10:45.

Quando ele abriu a janela no segundo andar de sua casa, ele viu que seu galpão de armazenamento tinha sido levado e seu carro estava afundado em terra.

Ele e sua esposa foram até uma casa de um conhecido em local mais alto rapidamente com a roupa do corpo, celular e carteira apenas.

Um homem de 84 anos sentiu um cheiro de podre e quando ele olhou para o alto em direção a um rio próximo, ele viu uma grande quantidade de terra e areia com cinco metros de altura vindo em sua direção. O rio geralmente tem dois metros de largura, mas estava inundado e engolindo tudo pela frente com vários metros.

40 km por hora

Segundo Motoyuki Ushiyama, professor da Universidade de Shizuoka do Centro Integrado de Pesquisa e Educação de Desastres Naturais, o deslizamento atingiu 40 km por hora.

Um professor de engenharia de controle de erosão chamado Fumitoshi Imaizumi da Universidade de Shizuoka, afirmou que a área é suscetível a deslizamentos por conta de sedimentos vulcânicos acumulados nas encostas.

Segundo informações da Agência Meteorológica do Japão, estes deslizamentos estão ocorrendo devido ao grande volume de chuva, mas as regiões de Shizuoka e Kanagawa estão sendo atingidas de forma forte.

Em 48 horas choveu o esperado para o mês todo em Atami

A cidade de Atami em Shizuoka, em 48 horas já teve mais chuva do que o previsto para o mês inteiro de julho. Por isso, as autoridades avisaram que mais deslizamentos podem ocorrer, já que há riscos de rios poderem transbordar e inundar áreas mais baixas. A orientação é que as pessoas fiquem atentas aos alertas de evacuação.

Alertas foram dados para moradores perto do rio Hiratsuka em Kanagawa, em Yokohama, Chiba e Shizuoka por enquanto.

O Primeiro-Ministro Yoshihide Suga convocou uma reunião de emergência com membros de seu cabinete, junto com uma força tarefa para emitir alertas e coletar informações, já que as fortes chuvas continuam.

Por causa das chuvas torrenciais, linhas de transporte foram prejudicadas, a seção da linha expressa Tomei entre Kanagawa e Shizuoka, além de parte da Shin-Tomei em Shizuoka foram fechados. As operações do trem-bala shinkansen foram suspensas entre Tokyo e Shin-Osaka.

Japão sofre com deslizamentos e inundações

O Japão é propenso a sofrer com deslizamentos, segundo dados divulgados pelo governo em 2020 e divulgados pela CNN. Ocorreram 1,500 deslizamentos na última década, um aumento de 50% em comparação com períodos anteriores.

Além disso, metade da população japonesa e 75% das ocupações do país estão em áreas de risco a enchentes, além de ter muito solo montanhoso e muitos locais com cinzas vulcânicas, segundo o sismólogo Robert Geller, professor emérito da Universidade de Tokyo contou a CNN.

0 comentário em “Shizuoka sofre com chuva torrencial e sofre deslizamento devastador

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s