Vacinas Covid-19 no Japão
coronavírus no Japão Covid-19 no Japão Destaques Sociedade

Vacinas Covid-19: confira um perfil completo das vacinas que o Japão comprou (Pfizer-BioNTech e Moderna Inc)

Conheça mais sobre as vacinas Covid-19 da Pfizer-BioNTech e Moderna Inc com lista de efeitos colaterais e como funcionam

A vacinação no Japão para a imunização contra COVID-19 começou em fevereiro de 2021 com uso do imunizante da Pfizer-BioNTech.

Primeiro estão sendo imunizados os profissionais de saúde e pessoas que trabalham na linha de frente do combate a pandemia. Já a vacinação de idosos (+65) começou no dia 12 de abril.

População do Japão

A população total do Japão era de 127.138.033 de pessoas em um censo de 2020, segundo as estatísticas oficiais do governo divulgadas através do Ministério de Assuntos Internos e Comunicações. Já o número de estrangeiros residentes era de 2.866.715 pessoas.

Destes, 4.7 milhões são trabalhadores que atuam diretamente na linha de frente da pandemia.

Entre os números acima, 40.000 são profissionais de saúde entre médicos e enfermeiros. Este é o grupo prioritário da vacinação seguido pelos idosos.

Andamento da vacinação no Japão

Vacinação Covid-19 no Japão

O país recebeu o sétimo lote de vacinas Pfizer-BioNTech em março de 2021. No entanto, a imunização segue em ritmo lento e isso já causou críticas internacionais.

Segundo reportagem do Japan Times de março de 2021, cerca de 1.1% da população foi vacinada até o momento.

No entanto, o ministro da vacinação, Taro Kono, contou que as prefeituras dos governos locais pediram para continuar neste ritmo.

O objetivo explicado é terem tempo para checar os sistemas e assim todas as cidades poderem estar prontas para a vacinação em breve para acelerar o processo.

Quantas vacinas o Japão comprou?

O Japão comprou 50 milhões de doses da vacina Moderna Inc que chegarão ao país através da empresa farmacêutica japonesa Takeda. Serão suficientes para vacinar 110 milhões de pessoas.

Da Pfizer-BioNTech foram compradas 120 milhões de doses que estão sendo entregues de forma fracionada conforme são disponibilizados pelo fabricante.

A vacina da Moderna Inc está em processo de aprovação no Japão. A expectativa é que o aval saia em 21 de maio, segundo reportagem do Yomiuri Shimbun e repercurtido pelo Bloomberg.

Enquanto isso, o primeiro lote de vacinas Moderna Inc chegou ao país no dia 30 de abril no aeroporto de Kansai.

Segundo informações do Japan Times, o governo planeja usar as doses nos centros de vacinação em massa que serão inaugurados em Tokyo e Osaka com capacidade para vacinar até 10.000 pessoas por dia.

Se não viu, leia também:

Japão abrirá grande centro de vacinação em Tóquio e Osaka

Segundo informações da agência de notícias Reuters de março de 2021, o Japão estava em negociação para comprar 120 milhões de doses da AstraZeneca suficientes para vacinar 60 milhões de pessoas. Grande parte seria produzida no Japão pelas empresas Daiichi Sankyo, JCR Pharma e outras parcerias locais.

Segundo a Daiichi Sankyo eles até começaram a produção das vacinas AstraZeneca no Japão em fevereiro de 2021.

Os suprimentos para fazer a vacina chegariam gradualmente assim que as aprovações regulatórias saíssem, segundo Tomoo Tanaka, um dos executivos que estão levando a vacina AstraZeneca ao Japão. A previsão para tudo estar certo seria em maio.

Controvérsias e relação estremecida

No entanto, segundo uma reportagem do Bloomberg, a vacina AstraZeneca perdeu a confiança no Japão após relatos do imunizante causar coágulos raros como efeito colateral.

Mais vacinas Pfizer-BioNTech

O Japão estaria negociando para comprar mais vacinas Pfizer-BioNTech para imunizar toda a sua população sem ter que precisar usar as vacinas AstraZeneca Plc.

Segundo notícia do Nikkei que repercutiu em um artigo do Bloomberg, o país espera negociar mais 50 milhões de doses da Pfizer-BioNTech para setembro de 2021.

Vacinas COVID-19

Confira um perfil das vacinas que estão e serão aplicadas no Japão com dados disponibilizados pelo CDC e fabricantes.

Portanto, as informações são dos fabricantes divulgados pelo CDC e não de responsabilidade da página. Muito menos é um texto opinativo sobre vacinas.

*CDC (Center for Disease Control and Prevention) – Centro de controle e prevenção de doenças.

Nota

O objetivo deste artigo é ajudar com informações quem busca mais esclarecimentos sobre a eficiência e efeitos colaterais das vacinas Covid-19 que estão sendo aplicadas no Japão.

Portanto, dados úteis para a comunidade nipo-brasileira que vive no Japão, assim como para nipo-brasileiros que vivem no Brasil com parentes e amigos no Japão.

Afinal, pode existir dificuldades ao acesso destas informações mais detalhadas pela comunidade, pois os dados são disponibilizados na língua inglesa.

Por isso, oferecemos a tradução como fonte de conteúdo alternativa da cobertura da mídia tradicional. São dados a mais do que a mídia tradicional já faz.

É importante ressaltar que o texto sobre as vacinas abaixo apenas reproduz informações de conteúdo médico e científico divulgados pelos fabricantes, CDC e FDA.

Se houver dúvidas sobre as vacinas, o indicado é procurar um profissional da área qualificado, como um médico infectologista, por exemplo.

Todas as fontes usadas estão ao final do artigo para quem quiser conferir.

Antes de ler sobre as vacinas COVID-19, entenda alguns pontos fundamentais abaixo.

Como funciona o sistema imunológico?

Para entender como a vacina de COVID-19 funciona, é preciso entender como o corpo combate doenças com o sistema imunológico.

Infecção

Quando germes, como o vírus que causa a COVID-19 invade o corpo, eles atacam e se multiplicam.

A invasão é chamada de infecção que causa a doença. Então, o sistema imunológico usa várias ferramentas para combater a infecção.

Defesas do corpo

O sangue tem as células vermelhas que carregam oxigênio para os tecidos e órgãos. Já os glóbulos brancos lutam contra a infecção e existem tipos diferentes.

Macrófagos: eles engolem e digerem os germes, ou seja, matam essas células. Eles deixam para trás partes (restos) chamado antígenos (agentes desconhecidos).

O corpo identifica os antígenos como perigosos e estimula os anticorpos para atacá-los.

Linfócitos B: São as células defensivas. Eles produzem anticorpos que atacam os pedaços (antígenos) de vírus que os macrófagos deixaram para trás.

Linfócitos T: Outro tipo defensivo dos glóbulos brancos que atacam as células no corpo que já estão infectadas.

O que acontece após a infecção

A primeira vez que uma pessoa é infectada com o vírus que causa COVID-19, pode levar vários dias ou semanas para o corpo fazer e usar todas as células acima e vencer a infecção.

Então, após a infecção, o sistema imune da pessoa se lembrará o que aprendeu sobre como proteger o corpo contra a doença.

O corpo guarda alguns linfócitos T chamadas de células de memória que entram em ação rapidamente quando o corpo se deparar com o vírus novamente.

Quando os antígenos são detectados pelos linfócitos B, eles estimulam a produção de anticorpos para atacá-los.

Os especialistas ainda estão aprendendo quanto tempo as células de memória protegem uma pessoa do vírus que causa a COVID-19.

Função das vacinas COVID-19

Os diferentes tipos de vacinas ajudam o corpo a desenvolver imunidade para combater o vírus da COVID-19 sem ter que ficar doente.

Em todos os tipos, o corpo guarda as células de memória linfócitos B e linfócitos T e lembrarão como combater o vírus.

Tempo de espera

Tipicamente leva algumas semanas após a vacinação para o corpo produzir esses glóbulos brancos.

Enquanto isso, é possível que a pessoa se infecte com o vírus que causa COVID-19 um pouco antes ou logo após a vacinação e pode ficar doente, pois a vacina não teve tempo o suficiente para promover a proteção.

Além disso, após a vacinação, o processo de construção da imunidade pode causar sintomas, como febre. Alguns sintomas são normais e são sinais de que o corpo está construindo imunidade.

Como funcionam as vacinas mRNA

As vacinas Covid-19 da Pfizer BioNTech e Moderna Inc usam tecnologia mRNa.

O que é mRNA?

mRNA é um mensageiro RNA, que é um material genético que ensina o corpo a fazer proteínas.

A vacina feita com mRNA é envolta com uma capa que protege sua entrada e previne o corpo de destruí-la.

Ensina o corpo a combater o vírus

Então, ela ensina as células a fazer cópias da estrutura da proteína espinhosa. Quando for exposto ao vírus COVID-19, o corpo reconhecerá e saberá como combater.

As vacinas mRNA são um novo tipo que protegem contra doenças infecciosas. O mRNA ensina as células a produzir proteínas ou deslocar uma proteína que pode desencadear a resposta imunológica nos corpos.

Como todas as outras vacinas, quem é vacinado com o imunizante que usa tecnologia mRNA ganha proteção sem ter sido infectado com Covid-19.

A maioria das vacinas funciona ao injetar um vírus fraco ou inativado para estimular a resposta imunológica do corpo. A vacina mRNA NÃO age desta forma.

Em outras palavras, a vacina mRNA dá instruções para as células produzir uma proteína inofensiva chamada proteína espinhosa (spike protein – spike é uma palavra que se refere a algo com formato de espinhos ou pontas alongadas e finas).

A proteína espinhosa é encontrada na superfície do vírus que causa a Covid-19.

A vacina mRNA é aplicada na musculatura do braço e uma vez que ela transfere as instruções para as células imunes, elas usam para fazer a célula de proteína.

Em seguida, a célula disponibiliza a proteína espinhosa produzida em sua superfície.

O sistema imunológico reconhece que essa proteína não pertence a célula e começa a construir uma resposta imunológica para fazer anticorpos, como aconteceria em uma infecção contra COVID-19.

Ao final do processo, o corpo aprendeu como se proteger de uma futura infecção.

Benefício

O benefício desta vacina mRNA, assim como todas as outras, é proteger quem se vacinou sem ter tido que passar por uma infecção de COVID-19 sem as consequências e os sintomas.

Portanto, esse tipo de vacina não injeta o vírus vivo e por isso não pode causar COVID-19.

Além disso, NÃO afeta o DNA, já que o mRNA nunca entra no núcleo da célula. A célula quebra e se livra do mRNA após terminar de usar suas instruções.

A tecnologia destas vacinas mRNA não é nova, já estava sendo estudada para gripe, Zika, raiva e cytomegalovirus (CMV). Assim que as informações sobre COVID-19 foram sendo disponíveis, os cientistas começaram a formatar o mRNA para ele desenvolver a proteína espinhosa e transformar em vacina mRNA.

Vacina Covid-19 Moderna

Vacina Covid-19 Moderna
Vacina COVID-19 Moderna tem 10 doses de 0.5 ml por frasco

Moderna Inc opera como uma empresa americana de biotecnologia focada em RNA para desenvolver vacinas e medicamentos para doenças infecciosas, imuno-oncologia e doenças cardiovasculares.

Eficácia da vacina Covid-19 Moderna

A vacina Covid-19 fabricada pela empresa ModernaTx, Inc, passou por estudos clínicos com 94.1% de eficácia comprovada em laboratório com testes em pessoas de diversas idades, etnia, raças, sexos, segundo informações do site CDC do governo americano. O laboratório que produz a vacina fica nos Estados Unidos.

*CDC (Center for Disease Control and Prevention) – Centro de controle e prevenção de doenças.

Doses

É um tipo de vacina mRNA-1273 de duas doses com 28 dias de diferença. Ela é aplicada no músculo deltoide do braço (intramuscular). Doses de 0.5 ml cada.

Armazenamento

Ela deve ser armazenada em um freezer com temperatura entre -50°C e -15°C.

No entanto, ela pode ser mantida em refrigerador com temperatura entre 2°C e 8°C por 30 dias antes de ser aplicada. Essas vacinas não podem ser recongeladas depois de saírem do freezer e após 30 dias devem ser descartadas após serem mantidas no refrigerador.

Elas devem ser conservadas entre 2°C e 25°C por até seis horas para aplicação. Se passar de seis horas deve ser descartada.

O imunizante não deve ser chacoalhado/sacudido, segundo informações do site CDC. Apenas mexido gentilmente na posição vertical na hora de extrair as doses.

O período de observação deve ser de 15 minutos após aplicar a vacina em pessoas sem histórico de alergias severas.

Quando estarei totalmente protegido/a?

A vacina da Moderna funciona com duas doses com intervalos de 28 dias. A proteção total acontece duas semanas após tomar a segunda dose.

Duração da proteção

Segundo informações do site CDC sobre a vacina Moderna ainda não existem evidências que mostram quanto tempo essa proteção dura.

Posso contrair COVID-19 ao tomar a vacina?

Esse tipo de vacina não injeta o vírus vivo e por isso não pode causar COVID-19.

Ingredientes

Não contém como ingredientes ovos, conservantes e látex. Lista completa:

messenger ribonucleic acid (mRNA), lipids (SM-102, polyethylene glycol [PEG] 2000 dimyristoyl glycerol [DMG], cholesterol, and 1,2-distearoyl-sn-glycero-3-phosphocholine [DSPC]), tromethamine, tromethamine hydrochloride, acetic acid, sodium acetate trihydrate, and sucrose.

Quem deve tomar a vacina Moderna?

A vacina Covid-19 da Moderna é recomendada para pessoas com mais de 18 anos de idade.

Quem NÃO deve ser vacinado com o imunizante da Moderna Inc:

Se já teve alergia severa ou reação alérgica imediata mesmo se não foi severa a qualquer composto usado na fabricação da vacina ou teve sintomas após tomar a primeira dose da vacina.

Reação alérgica considerada severa

Uma reação alérgica considerada severa acontece quando uma pessoa precisa ser tratada com epinefrina OU uma EpiPen OU precisou ir até o hospital.

O que é epinefrina?

Epinefrina ou EpiPen é um medicamento feito com adrenalina usado para tratar condições médicas extremas, como choque anafilático, parada cardíaca, sangramentos superficiais, asma, reação alérgica severa e outras condições.

Uma reação alérgica imediata significa uma reação que aparece em até 4 horas após ser vacinado. Os sintomas incluem suor, distúrbios respiratórios e urticária.

Reação alérgica é diferente de efeitos colaterais.

Confira os possíveis efeitos colaterais da vacina Covid-19 Moderna:

  • Dor, vermelhidão e inchaço no braço onde tomou a vacina;
  • Cansaço, dor de cabeça, dor muscular, calafrios, febre e náusea no resto do corpo;

Estes efeitos colaterais costumam/podem aparecer em um dia ou dois após a vacina.

Alguns sintomas podem afetar a habilidades para as atividades diárias, mas costumam passar em alguns dias normalmente, segundo informações retiradas do site CDC do governo americano.

Em estudos iniciais, as reatogenicidade foram comuns, mas de forma fraca a moderada.

Reatogenicidade

A reatogenicidade é um termo usado cientificamente para definir reações adversas que são comuns em respostas imunológicas excessivas (resposta dos anticorpos). Por exemplo, dor no braço e inchaço no local da vacina podem ocorrer.

Efeitos colaterais como febre, calafrios, cansaço e dor de cabeça no corpo foram mais comuns após a segunda dose da vacina.

A maioria dos efeitos colaterais foram classificados em leve a moderado. No entanto, um grupo pequeno de pessoas sentiu efeitos severos que acabaram atrapalhando a habilidade de suas atividades diárias.

Algumas pessoas dos estudos clínicos tiveram que ser admitidas no hospital, mas isso aconteceu menos nas pessoas que tomaram a vacina Moderna em comparação com quem tomou o placebo salino.

As pessoas que participaram do estudo clínico, 82% tinham uma ocupação considerada de risco, com 25.4% entre eles sendo profissionais da área da saúde.

Além disso, 22.3% tinha pelo menos uma condição médica considerada grave como doença no pulmão, obesidade, diabetes, doença no rim ou infecção por HIV. 4% tinha mais de duas condições de risco.

Perfil das pessoas que participaram dos estudos clínicos da vacina Moderna:

  • 79.4% eram brancos;
  • 9.7% afro americanos;
  • 4.7% asiáticos;
  • Menos do que 3% de outras raças e etnias;
  • Menos de 1% índio americanos ou nativos do Alaska;
  • Menos de 1% havaianos e das ilhas do Pacífico;
  • 52.6% eram do sexo masculino;
  • 47.4% eram do sexo feminino;
  • 74.7% tinham entre 18 a 64 anos de idade;
  • 25.3% tinha 65 anos de idade ou mais.

Para acessar as informações completas sobre os efeitos colaterais da vacina Moderna, acesse o site oficial do CDC. Todos os links usados estão ao final do artigo.

O conteúdo original é em inglês. https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/vaccines/different-vaccines/Moderna.html

Eles dedicaram uma página com vários links mostrando o perfil demográfico de quem participou dos testes clínicos.

Ainda dão mais detalhes de efeitos colaterais mais comuns, informações específicas para pessoas com alergias, como funciona o sistema de monitoramento para atestar a segurança da vacina criada pelo CDC e todas as evidências dos estudos clínicos.

Pfizer-BioNTech vacina COVID-19

Vacina COVID-19 Pfizer-BioNTech

Pfizer é uma empresa americana com foco em descobrir, desenvolver e produzir produtos para saúde, incluindo fabricação de vacinas e remédios. A BioNTech é uma empresa alemã focada em imunoterapia.

O fabricante desta vacina COVID-19 é a Pfizer, Inc e parceria com a BioNTech. O nome oficial é BNT162b2 e o tipo de vacina é mRNA.

Eficácia da vacina

Em laboratório e testes clínicos, a vacina da Pfizer-BioNTech apresentou 95% de eficácia em prevenir a doença em pessoas sem evidência de infecção prévia.

Doses

Ela deve ser aplicada no músculo do braço com duas doses e 21 dias de diferença. Doses de 0.3 ml cada.

Ingredientes

Não contém ovos, preservativos químicos ou látex. Lista de ingredientes:

lipids ((4-hydroxybutyl)azanediyl)bis(hexane-6,1-diyl)bis(2- hexyldecanoate), 2-[(polyethylene glycol)-2000]-N,N-ditetradecylacetamide, 1,2-distearoyl-snglycero-3-phosphocholine, and cholesterol), potassium chloride, monobasic potassium phosphate, sodium chloride, dibasic sodium phosphate dihydrate, and sucrose.

Armazenamento e manejo

Essa vacina da Pfizer-BioNTech deve ser armazenada em freezer entre -80°C a -60°C .

Para ser aplicada deve ser descongelada e diluída em 1.8 ml de solução estéril de cloreto de sódio para ter 5 doses. Devem ser armazenadas entre 2°C a 25°C e usadas em até seis horas.

Quais os benefícios da vacina Pfizer-BioNTech?

Em testes de estudos clínicos, a vacina da Pfizer-BioNTech se mostrou eficiente para prevenir a COVID-19 após duas doses com 3 semanas de diferença cada uma.

Até quando estarei protegido/a?

O total de duração da proteção é desconhecida.

Posso contrair COVID-19 ao tomar a vacina?

Esse tipo de vacina não injeta o vírus vivo e por isso não pode causar COVID-19.

Quem deve tomar

Recomendada para pessoas a partir de 16 anos de idade.

Quem NÃO deve ser vacinado com o imunizante da Pfizer BioNTech:

Se já teve alergia severa ou reação alérgica imediata mesmo se não foi severa a qualquer composto usado na fabricação da vacina ou teve sintomas após tomar a primeira dose da vacina.

Reação alérgica considerada severa

Uma reação alérgica considerada severa acontece quando uma pessoa precisa ser tratada com epinefrina OU uma EpiPen OU precisou ir até o hospital.

O que é epinefrina?

Epinefrina ou EpiPen é um medicamento feito com adrenalina usado para tratar condições médicas extremas, como choque anafilático, parada cardíaca, sangramentos superficiais, asma, reação alérgica severa e outras condições.

Os sintomas de uma reação alérgica severa incluem dificuldade de respiração, inchaço no rosto e no pescoço, batimentos do coração acelerados, vermelhidão por todo o corpo, tontura e fraqueza.

Uma reação alérgica imediata significa uma reação que aparece em até 4 horas após ser vacinado.

Reação alérgica é diferente de efeitos colaterais.

Confira os possíveis efeitos colaterais da vacina Covid-19 Pfizer

  • Dor, vermelhidão e inchaço no braço onde tomou a vacina;
  • Cansaço, dor de cabeça, dor muscular, calafrios, febre e náusea no resto do corpo;

Estes efeitos colaterais costumam/podem aparecer em um dia ou dois após a vacina. Alguns sintomas podem afetar a habilidades para as atividades diárias, mas costumam passar em alguns dias normalmente, segundo informações retiradas do site CDC do governo americano.

Em estudos iniciais, as reatogenicidade foram comuns, mas de forma fraca a moderada.

Reatogenicidade

A reatogenicidade é um termo usado cientificamente para definir reações adversas que são comuns em respostas imunológicas excessivas (resposta dos anticorpos). Por exemplo, dor no braço e inchaço no local da vacina podem ocorrer.

Efeitos colaterais como febre, calafrios, cansaço e dor de cabeça no corpo foram mais comuns após a segunda dose da vacina.

A maioria dos efeitos colaterais foram classificados em leve a moderado. No entanto, um grupo pequeno de pessoas sentiu efeitos severos que acabaram atrapalhando a habilidade de suas atividades diárias.

As informações foram retiradas do site da CDC.

*CDC (Center for Disease Control and Prevention) – Centro de controle e prevenção de doenças.

Efeitos colaterais que foram reportados após tomar a vacina Pfizer-BioNTech

  • Reações alérgicas severas;
  • Reações alérgicas não severas como coceira, vermelhidão, urticária, inchaço no rosto;
  • Dor no local da vacina;
  • Cansaço;
  • Dor de cabeça;
  • Dor muscular;
  • Calafrios;
  • Dor nas articulações;
  • Febre;
  • Inchaço no local da vacina;
  • Vermelhidão no local da vacina;
  • Náusea;
  • Mal-estar;
  • Nódulos inchados;
  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Dor no braço.

Estes podem não ser todos os possíveis efeitos colaterais da vacina COVID-19 da Pfizer-BioNTech. Efeitos sérios e inesperados podem ocorrer e a vacina ainda está sendo alvo de estudos clínicos.

Perfil das pessoas que participaram dos estudos clínicos da vacina Pfizer-BioNTech

  • 81.9% brancos;
  • 9.8% afro americanos;
  • 4.4% asiáticos;
  • Menos de 3% de outras raças/etnias;
  • Menos de 1% nativo americanos ou pessoas de ilhas do Pacífico;
  • Menos de 1% de índios americanos e nativos do Alaska;
  • 50.6% eram do sexo masculino;
  • 49.4% do sexo feminino;
  • 57.9% entre 16 e 55 anos;
  • 41.8% 55 anos ou mais;
  • 21.4% 65 anos ou mais;
  • 4.3% 75 anos ou mais.

As condições médicas mais frequentes entre os participantes que receberam a vacina eram obesidade (35.1%), diabetes (8.4%) e doenças pulmonares (7.8%).

Confira todos os dados sobre informações demográficas dos participantes dos estudos clínicos e mais informações sobre o desenvolvimento da vacina PfizerBioNTech no link abaixo do briefing disponibilizado pela FDA (Food and Drug Administration).

FDA é a agência reguladora de alimentos e remédios dos Estados Unidos.

https://www.fda.gov/media/144245/download

No momento da redação deste artigo, todas as informações sobre as vacinas das fontes abaixo estavam atualizadas até abril de 2021.

Como as vacinas ainda estão sendo estudadas, essas informações estão em constante atualização.

Fontes

https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/vaccines/different-vaccines/mRNA.html

https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/vaccines/different-vaccines/Moderna.html

https://www.fda.gov/media/144638/download#page=2

https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/vaccines/different-vaccines/Pfizer-BioNTech.html

https://www.fda.gov/media/144245/download

https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/vaccines/expect/after.html

https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/vaccines/different-vaccines/how-they-work.html

https://www.bloomberg.com/news/articles/2021-05-01/japan-to-approve-moderna-vaccine-as-soon-as-may-21-yomiuri-says

https://www.japantimes.co.jp/news/2021/04/30/national/moderna-vaccine-japan/

https://www.reuters.com/article/us-health-coronavirus-japan-astrazeneca-idUSKBN2BN3P5

https://www.bloomberg.com/news/articles/2021-04-21/japan-cuts-reliance-on-astrazeneca-vaccine-with-more-pfizer-jabs

https://www.pfizer.com/news/press-release/press-release-detail/pfizer-and-biontech-supply-japan-120-million-doses-their

https://www.japantimes.co.jp/news/2021/03/30/national/japan-vaccine-choice-backtrack/

https://www.bloomberg.com/quote/MRNA:US

https://www.stat.go.jp/english/data/handbook/c0117.html

https://www.nippon.com/en/japan-data/h00791/

0 comentário em “Vacinas Covid-19: confira um perfil completo das vacinas que o Japão comprou (Pfizer-BioNTech e Moderna Inc)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s