coronavírus no Japão Covid-19 no Japão Notícias notícias do Japão

Giro de notícias do Japão: 3 de fevereiro de 2021, quarta-feira

Veja o relatório do coronavírus no Japão divulgado na quarta-feira, notícias sobre a vacinação, mortos pela Covid-19 passam de 6.000, 2 milhões de contas offshore são reveladas e estrangeiros passam dificuldades durante a pandemia

Em um único post, confira uma seleção de resumos das notícias do dia saídas e traduzidas dos principais portais de notícias no Japão. Confira temas de categorias diferentes, como política, entretenimento, sociedade e mais. Se atualize e saiba o que aconteceu no país de uma vez só em poucos minutos.

COVID-19 no Japão nas últimas 24 horas

Nesta quarta-feira foram divulgados os resultados dos testes para a detecção do novo coronavírus SARS-CoV-2 em todo o Japão realizados no domingo, 31 de janeiro. Tokyo reportou 676 novos casos da doença, 120 a mais em relação aos testes do dia 30.

Em todo o país foram confirmados 2.631 novos casos dos quais 897 casos precisaram de internações (125 em Tokyo). O número de mortos chegou a 120 pessoas.

Comércios no Japão operando em meio a pandemia de coronavírus no Japão
Centro comercial no Japão em meio a pandemia do novo coronavírus SARS-CoV-2

As regiões mais afetadas depois da capital japonesa foram Saitama (257), Osaka (244), Kanagawa (234), Chiba (218), Hyogo (120), Fukuoka (119), Aichi (114), Hokkaido (94), Okinawa (60), Gifu (51), Ibaraki (39) e Gunma (39).

Apesar do baixo número de contaminados, especialistas em saúde do Japão alertam para o fato do país realizar pouca testagem e os dados coletados pelas autoridades do governo não serem cruzados com os testes PCR feitos em clínicas privadas.

Se comparado a Coreia do Sul, um país de 51 milhões de habitantes e 79.311 casos cumulativos confirmados, são realizados 100 testes para cada 1.000 habitantes, nos EUA são realizados 900 testes por mil habitantes. No Japão são realizados apenas 50 para cada mil.

Testes PCR realizado em formato Drive-Thru por autoridades japonesas

Em Tokyo, por exemplo, foram realizados apenas 2.101 testes no dia 31 de janeiro. Só na cidade são mais de 9 milhões de habitantes, na prefeitura são quase 14 milhões de habitantes. Se somar as prefeituras vizinhas da grande Tokyo (Yokohama, Kawasaki, Saitama e Chiba), são cerca de 37.4 milhões de pessoas.

Os dados sobre a testagens realizadas pelos países são compilados e divulgados pela plataforma Our World in Data, um portal administrado por um programa de pesquisa da Universidade de Oxford.

Japão atinge mais de 6 mil mortos pela pandemia do novo coronavírus

As vítimas da COVID-19 no Japão estão crescendo a um ritmo alarmante. Apesar de não se comparar aos países mais afetados pela pandemia (EUA, Índia e Brasil respectivamente), o número de mortos preocupa.

Até essa quarta-feira, o país tem um cumulativo de 396.900 infecções confirmadas e 6.068 óbitos pelo novo SARS-CoV-2. O Japão se saiu muito bem durante as duas primeiras ondas da doença, porém, a terceira onda que começou no outono trouxe amargas consequências.

Japão assiste a uma escalada no número de vítimas da COVID-19 desde o outono de 2020. Foto por Tomohiro Ohsumi

Desde o primeiro caso de COVID-19 registrado no país no dia 15 de janeiro de 2020 até o dia 9 de janeiro de 2021, houveram cerca de 4 mil óbitos. Duas semanas depois, isto é, dia 13 de janeiro, os mortos ultrapassaram a marca dos 5 mil e nessa quarta-feira, 6 mil.

A expectativa é que com a extensão do estado de emergência, tanto as infecções como o número de óbitos diminuam. Porém, ainda há muitos infectados sem acesso a um leito e um número ainda muito alto de pessoas precisando de hospitalização todos os dias.

BioNTech se diz “confiante” em entregar a demanda acordada com o Japão

Nos últimos meses, o governo japonês negociou com uma série de companhias farmacêuticas a aquisição de milhões de doses de vacinas contra o novo coronavírus SARS-CoV-2 na esperança de iniciar a imunização da população ao final de fevereiro.

Imunizantes para coronavírus SARS-CoV-2
Fábricas de companhias farmacêuticas relatam dificuldades em entregar as vacinas no tempo previsto

Ao total, o Japão irá adquirir 144 milhões de doses do imunizante da Pfizer Inc. em parceira com a BioNTech SE. No entanto, a disputa global para a aquisição dos imunizantes, em especial nos países desenvolvidos está extremamente acirrada.

A União Europeia implementou novos protocolos para exportações que poderão atrasar a entrega de vacinas para outros países fora do bloco. Esse impasse acontece em meio ao atraso das farmacêuticas em entregarem a quantidade acordada dentro dos prazos.

Ugur Sahin em entrevista a jornalistas em unidade da BioNTech SE
Ugur Sahin fala com jornalistas sobre o imunizante da Pfizer-BioNTech e diz estar confiante sobre as entregas ao Japão

Apesar do anúncio de que a Pfizer e a BioNTech aumentaram suas capacidades de 1.3 bilhões de doses para 2 bilhões doses por ano, Ugur Sahin, presidente executivo da BioNTech SE foi evasivo: “Estamos confiantes que entregaremos a quantidade prometida ao Japão”, afirmou o executivo.

Porém, quando questionado sobre o cronograma, Sahin não deu nenhum detalhe sobre como será feito as entregas dos imunizantes. Ryan Richardson, estrategista-chefe da companhia disse que a empresa está trabalhando o mais rápido possível para fornecer as vacinas ao Japão e que aguarda aprovação do governo.

Japão revela mais 2 milhões de contas offshore de japoneses e companhias para evitar impostos no país

A Agência Nacional de Impostos do Japão divulgou nessa quarta-feira detalhes de 2.06 milhões de contas em offshores entre indivíduos e empresas em 86 países para a evasão fiscal em 2020 avaliados em cerca de JP¥ 10 trilhões (R$ 509.778.877.900,00).

Evasão fiscal no Japão atinge JP¥ 10 trilhões
Evasão fiscal em offshores por japoneses ricos e empresas japonesas atingem a casa dos JP¥ 10 trilhões

As informações foram entregues ao governo japonês pela Common Reporting Standard, órgão ligado a OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico). Como parte do acordo, o Japão também revelou cerca de 470 mil contas no país de ativos estrangeiros – entre pessoas físicas e jurídicas.

Essas contas offshores abertas no Japão estão estimadas no valor de JP¥ 4 trilhões (R$ 203.911.551.160,00) e pertencem a empresas e indivíduos de 65 países. O esquema para evitar o pagamento de impostos sobre grandes fortunas é comumente utilizada pelas classes ricas do mudo.

Japão identifica mais de 470 mil contas offshores de 65 países
Estrangeiros também abriram contas offshore no Japão para evitar pagamento de impostos

A Commum Reporting Standard define o padrão para melhorar a transparência tributária desde 2018 quando foi acordado com os países membros, com exceção dos EUA. As regras definem que as instituições financeiras devem informar todos os dados como endereço e saldo em conta para as autoridades.

Trabalhadores estrangeiros são mais afetados pela pandemia no Japão

O ano fiscal de 2020 (que se encerra no dia 31 de março) teve um ótimo indicativo em relação aos estrangeiros dentro do Japão com um recorde de 1.72 milhões de trabalhadores estrangeiros no país.

Estrangeiros sentem a recessão gerada pela pandemia no Japão
Trabalhadores brasileiros protestam em Mie pelos cortes de empregos e falta de ajuda do governo

Porém, estrangeiros são os mais afetados pela recessão causada pela pandemia de coronavírus no Japão. Eles foram os primeiros a perderem o emprego e os últimos a serem atendidos pelo governo.

Até porque, muitos japoneses não foram contemplados com programas governamentais de auxílio financeiro. Não é fácil ser estrangeiro no Japão, especialmente no que diz respeito a documentação, direitos, deveres, saúde e previdência social.

Sindicato de Mie protesta pelos cortes de empregos de estrangeiros durante a pandemia do coronavírus no Japão.
Sindicato de Mie protesta pelos cortes de empregos de estrangeiros durante a pandemia do coronavírus no Japão. Foto por Sakura Murakami

Com as demissões e reduções na jornada de trabalho, muitos estrangeiros desempregados já não tem mais reservas e dependem de banco de alimentos para conseguirem se manter.

A Confederação Sindical do Japão (Rengo) pediu ao governo um suporte urgente aos trabalhadores estrangeiros, pois a situação é crítica. Como muitos trabalham em fábricas e só falam o essencial do idioma japonês, a maioria não têm chances de encontrar outro emprego e se recolocar no mercado de trabalho.

0 comentário em “Giro de notícias do Japão: 3 de fevereiro de 2021, quarta-feira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s