Fique por dentro Sociedade

Hitojichi-shihō: conheça a história de Scott McIntyre

Nesse artigo, você acompanhará a história de Scott McIntyre – um homem menos afortunado financeiramente e menos conhecido que Ghosn – em sua passagem pela exótica justiça japonesa. Confira.

Nos artigos anteriores, você leitor acompanhou o que significa Hitojichi-shihō (人質司法), Daiyo Kangoku (代用監獄) em termos jurídicos do Japão e a história de Carlos Ghosn, ex presidente da Renault-Nissan Motor.

Nesse artigo, você acompanhará a história de Scott McIntyre – um homem menos afortunado financeiramente e menos conhecido que Ghosn – em sua passagem pela exótica justiça japonesa. Confira.

Hitojichi-shihō na vida de Scott McIntyre

Prisão Kosuge
Visão aérea do complexo prisional Kosuge

O jornalista esportivo australiano Scott McIntyre foi detido pela justiça japonesa no dia 28 de novembro de 2019. McIntyre ficou preso no mesmo complexo prisional que Carlos Ghosn, o complexo de Kosuge.

A prisão foi efetuada após Scott entrar ilegalmente nas dependências da área comum do prédio de seus sogros.

De acordo com o jornalista, sua esposa havia fugido com seus filhos em maio. Como o Japão enfrentava o tufão Hagibi, assustado com a situação, Scott tentou verificar se seus filhos estavam bem e seguros.

Scott McIntyre
Jornalista esportivo australiano Scott McIntyre em entrevista após ser libertado do complexo prisional Kosuge

“Não sei dizer sobre o caso do Sr. Carlos Ghosn, se ele é culpado ou inocente, porém, posso corroborar com sua afirmação sobre o que acontece nos centros de detenção no Japão. Como ele (Ghosn), fui mantido durante 24 horas com a luz ligada, algo realmente bárbaro e classificado tanto pela ONU como pela anistia internacional como uma forma de tortura. Tentei reclamar, mas fui avisado que se não parasse acabaria em uma solitária ou contido com uma camisa de força.” – Scott McIntyre

Durante três semanas Scott McIntyre ficou em uma pequena cela enquanto aguardava por sua transferência para o complexo prisional Kosuge (prisão onde também Aum Shinrikyo, líder da seita apocalíptica Shoko Asahara, grupo responsável pelo atentado com gás sarin no metro de Tokyo).

Segundo o jornalista, as condições eram terríveis, ele era autorizado a tomar banho apenas duas vezes por semana, tinha apenas 30 minutos para se exercitar e durante o resto do tempo era forçado a se manter sentado – com exceção de ir ao banheiro.

Ainda em 2019 houve uma conferência de imprensa para estrangeiros na prisão de Kosuge. Na ocasião, o chefe da prisão Shigeru Takenaka negou quaisquer maus tratos aos prisioneiros.

“Em termos de condições de vida, acredito que oferecemos refeições de alta qualidade e dentro dos padrões nutricionais, exercícios e atendimento médico. Inevitavelmente os internos retornam para a sociedade em algum momento, logo, precisamos acertar a medida. As condições do complexo são boas, porém, não tão boas quanto aqueles que vivem fora desses muros.” – declaração do diretor Shigeru Takenaka em entrevista coletiva de 2019.

McIntyre discorda do diretor. O australiano relatou em entrevista que ficou por dias em uma cela úmida ombro a ombro com mais sete detentos.

Scott McIntyre em entrevista a emissora ABC News

“[…] nós não éramos autorizados a conversar, a ordem era para que refletíssemos sobre nossos atos. Caso você admitisse culpa, a sentença seria reduzida. O objetivo era quebrar psicologicamente os acusados para que eventualmente houvesse confissões. É por isso que eles conseguem mais de 99% de condenações. Isso faz com que você carregue cicatrizes mentais durante muito tempo mesmo fora da prisão.” – Scott McIntyre

O jornalista esportivo australiano ficou detido pelas autoridades japonesas por 45 dias até que sua sentença foi anulada pela justiça.

Confira a primeira parte da série especial Hitojichi-shihō clicando em Hitojichi-shihō: saiba o que é e descubra a origem do sistema penal japonês

Confira a segunda parte da série especial Hitojichi-shihō clicando em Hitojichi-shihō: o caso emblemático de Carlos Ghosn na justiça japonesa

Referências: HRWEl PaísNippon.comTokyo Weekender

0 comentário em “Hitojichi-shihō: conheça a história de Scott McIntyre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s